Entrevistas

O subsecretário em Vigilância da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Dario Ramalho, afirmou que, no pico da pandemia do novo coronavírus, projetado para 6 de junho, Minas pode ter, em um dia, a confirmação de 3 mil casos e 220 mortes pela COVID-19. A informação foi repassada em entrevista coletiva com a presença do secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

Dario afirmou que as informações são projeções, feitas a partir de modelos estatísticos. No entanto, ele alertou que, por se tratar da maior epidemia nos últimos 100 anos, não existem manuais de como a doença deve se comportar. Tanto ele como o secretário Carlos Eduardo Amaral esclareceram que as informações sobre a data do pico se alteram em função da eficácia das medidas de isolamento social. O ideal é que não haja pico, os casos se distribuam ao longo do tempo, e possam ser atendidos de forma a não sobrecarregar o sistema de saúde. O secretário afirmou que os bons resultados obtidos em Minas podem ir por água abaixo caso haja uma quebra nas medidas de isolamento social. Em caso de redução, os números negativos poderiam ser vistos em 15 dias. Ele mostrou preocupação com a diminuição do distanciamento social em Minas, nos últimos dias.
Fonte: Estado de Minas