Mundo

Donald Trump anunciou neste sábado (26) que a Venezuela libertou um americano que permanecia detido no país. O presidente americano ainda disse que ele será bem-vindo à Casa Branca junto com sua família durante a tarde deste sábado (26) tarde. No tuíte, Trump não identificou o cidadão americano, mas parece se referir ao missionário mórmon Joshua Holt, preso pouco depois de chegar à Venezuela, há quase dois anos. “Boas notícias sobre a libertação do americano refém da Venezuela. Ele deve desembarcar em D.C. esta tarde e estará na Casa Branca com sua família por volta das 19h. A população de Utah ficará muito feliz”, escreveu Trump na rede social (Fonte.: G1).

Mundo

Uma maré de rochas derretidas transformou uma rua do Havaí em terra arrasada vulcânica na sexta-feira (25), enquanto o número de casas destruídas pela erupção do vulcão Kilauea aumenta e as autoridades orientaram os moradores a fugir de uma onda de lava que se encaminha em direção a eles. A fúria destrutiva da erupção do vulcão Kilauea foi liberada sobre o conjunto habitacional Leilani Estates, em Big Island, com o número de casas e outras estruturas destruídas saltando para 82, ante as 50 apuradas em uma contagem anterior, segundo a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências. Cerca de 2.200 acres (890 hectares) de terra foram incendiados pela lava desde 3 de maio, no que provavelmente é a erupção mais destrutiva do Kilauea em mais de um século,… leia mais

Mundo
Mundo
Mundo
Mundo
Mundo
Mundo

Há mais de um ano, Esteban Santiago Ruiz desembarcou em um aeroporto na Flórida vindo do Alasca, sacou uma arma de sua bagagem, matou cinco pessoas e feriu gravemente outras seis. Nesta quarta-feira (23), ele se declarou culpado pelo ataque, segundo a Promotoria. Ao chegar em um voo da Delta Airlines em 6 de janeiro de 2017, Santiago Ruiz foi ao banheiro para pegar sua arma na mala e depois disparou aleatoriamente na área de bagagens do terminal 2 do aeroporto de Fort Lauderdale, ao norte de Miami. Menos de dois minutos depois, foi preso por policiais do condado de Broward sem oferecer qualquer resistência. O atirador de 28 anos se declarou culpado ante um juiz federal de Fort Lauderdale por 11 acusações de atos de violência cometidos em um… leia mais

Mundo
Mundo
Mundo
Mundo
Mundo
Mundo
Mundo

Cerca de duas dezenas de jornalistas de organizações de notícias ocidentais e chinesas chegaram à Coreia do Norte nesta terça-feira (22) para acompanhar o fechamento de uma instalação de testes nucleares, um sinal de que o desligamento ocorrerá apesar da incerteza diplomática persistente. A Coreia do Norte convidou alguns representantes da mídia para acompanharem o desmonte da instalação de Punggye-ri nesta semana, mas não especialistas técnicos, embora os Estados Unidos tenham pedido “um fechamento permanente e irreversível que possa ser inspecionado e plenamente confirmado”. Jornalistas da Associated Press, CNN, CBS, Russia Today e da mídia estatal chinesa estavam entre aqueles que foram vistos fazendo check-in no Aeroporto Internacional de Pequim Capital para pegarem um voo da Air Koryo para a Coreia do Norte (Fonte.: G1).