Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Minas Gerais tem 205 infectados pelo novo coronavírus – 16 a mais que nessa sexta-feira (27). Os casos suspeitos agora são 22.974, o que significa que houve novos 1283 casos em 24 horas. O balanço foi divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG).

Ainda não há nenhuma morte confirmada pela doença no estado. O número de óbitos em investigação caiu – eram 28 na sexta (27), contra 20 neste sábado (28). Belo Horizonte segue líder no ranking das infecções, com 129 registros.

Fonte: Estado de Minas

Jornal da Manhã

O vírus que pegou o mundo de surpresa, que desafia a medicina e faz o homem remodelar relações sociais, familiares e profissionais, tem também movido uma forte rede de empatia e solidariedade. Pessoas que se unem para auxiliar famílias que não têm alimento em casa, entidades e órgãos que amparam vítimas da doença e, há aqueles que têm cuidado de quem cuida de vidas, que se doam e não podem ficar em casa.

Em Paracatu, noroeste de Minas, uma empresária do ramo de floricultura fez das encomendas que não serão comercializadas devido o fechamento do comércio. Uma forma de homenagear, agradecer e fortalecer o trabalho dos profissionais de saúde, que atuam na linha de frente de combate e prevenção ao Coronavírus. A empresária se uniu a músicos da cidade e foi até o Hospital Municipal, o Hospital particular de Paracatu e  demais unidades de saúde para  entregar flores aos médicos, técnicos e enfermeiros que estavam de plantão nesta sexta-feira (27). Uma prova de que há várias formas de ajudar, de participar desta luta. A homenagem se estendeu também aos heróis da segurança pública, militares do 45º Batalhão de Polícia Militar e do 2º Pelotão do Corpo de Bombeiros com sede em Paracatu. Sim, flores em vida! Mais que isso: flores para quem cuida de vidas!

Foto: Douglas Fernandes

Reportagem: Lílian Derkiê

Jornal da Manhã

O ex-ministro da Agricultura, Antônio Cabrera Mano Filho, anunciou um leilão beneficente para ajudar hospitais da região de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, a enfrentar o coronavírus. O dinheiro arrecadado será destinado para compra de respiradores, kits de testes da Covid-19, máscaras e luvas. O “Leilão Agro pela Vida” é virtual e acontece na sexta-feira, 27, às 14h, pelo site: https://www.compregados.com.br/leilao.

“Participar da ajuda ao próximo neste momento é algo tão importante que não deve ser deixado apenas para o governo. Mais do que participar, eu quero também convidar você a organizar um leilão beneficente em sua cidade ou região”, incentiva o ex-ministro da Agricultura. Cabrera também lembra da importância da mobilização do agro brasileiro, que está presente em todas as cidades do País. “No caso do campo, a Agricultura e a Pecuária são praticamente as únicas atividades produtivas que estão em todos os municípios do Brasil, onde podemos, com tal rede de capilaridade, atuarmos rapidamente na ajuda desta guerra”, afirma.

Fonte: A Lavoura

Jornal da Manhã

O Banco Central cortou sua projeção para o Produto Interno Bruto (PIB) a zero em 2020, ante crescimento de 2,2% calculado em dezembro, destacando que a estabilidade agora vista está associada a impactos econômicos “expressivos” decorrentes da pandemia de coronavírus, conforme Relatório Trimestral de Inflação publicado nesta quinta-feira.

“Adicionalmente, resultados abaixo do esperado em indicadores econômicos no final de 2019 e início de 2020 afetaram a expectativa de desempenho da atividade no primeiro trimestre”, disse o BC. “Em termos de trajetória, a projeção para o PIB anual considera recuo acentuado do PIB no segundo trimestre, seguido de retorno relevante nos últimos dois trimestres do ano”, completou a autoridade monetária.

O BC ressalvou que há grau de incerteza elevado na realização de projeções em ambiente de crise. Disse ainda que a magnitude dos impactos da pandemia sobre a atividade econômica doméstica estará associada à gravidade e à extensão do período do surto no país e às medidas públicas que estão sendo adotadas nas diversas áreas.

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

O presidente Jair Bolsonaro editou um decreto que torna as atividades religiosas parte da lista de atividades e serviços considerados essenciais em meio ao combate ao novo coronavírus. Ao ser considerado essencial, o serviço ou atividade fica autorizado a funcionar mesmo durante restrição ou quarentena em razão do vírus. Segundo o texto, no entanto, o funcionamento deverá obedecer as “determinações do Ministério da Saúde”.

O decreto foi publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira (26) e tem validade imediata, sem a necessidade de aprovação pelo Congresso, por se tratar de um decreto. O funcionamento de atividades religiosas vinha sendo limitado com as medidas de combate ao coronavírus tomadas pelas autoridades dos estados como forma de evitar aglomerações e reduzir as possibilidades de contágio do vírus. Nas maiores cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro, cultos religiosos foram autorizados a ocorrer somente após decisões judiciais, mas os processos ainda estão em andamento.

Fonte: G1

Jornal da Manhã

Uma semana depois de as escolas públicas e particulares terem suspendido as aulas para preservar as crianças, a disseminação da COVID-19 apresentou ontem uma leve redução de casos novos, depois de um pico de diagnósticos positivos (veja o gráfico) de acordo com os dados oficiais compilados pela reportagem do Estado de Minas. O dia 18 de março marca a primeira medida de isolamento social adotada por recomendações médicas e implementada pelo governo de Minas e pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH). Por isso, checar a evolução dos casos a partir dessa data pode dar uma primeira impressão da importância que o afastamento traz para evitar a transmissão do novo coronavírus (Sars-Cov-2), segundo a avaliação de especialistas.

“A partir da semana que vem, poderemos começar a ter uma visão mais completa sobre a eficácia do isolamento praticado até agora. Essa medida, de suspender as aulas foi a primeira de uma série e levou muitos outros setores a fazer o mesmo, alguns até voluntariamente”, observa o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano Silva.
pico de casos novos confirmados em Minas Gerais ocorreu nos dias 21 e 23, com 36 diagnósticos positivos divulgados em cada um desses dias.
Fonte: Estado de Minas

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Um ano e dois meses após o rompimento da Barragem B1 da Mina Córrego do Feijão, a cidade de Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, vive uma tragédia que parece não ter fim. E o novo drama tem nome: coronavírus. O município tem 24 casos notificados, sendo 13 nas últimas 24 horas e um em estado grave. Por causa da pandemia, bombeiros precisaram suspender as buscas por vítimas, missas e celebrações religiosas não têm mais abraços, e, o ato de homenagem aos atingidos, que é realizado todo dia 25, será feito pela primeira vez virtualmente.

A Secretaria Municipal de Saúde acompanha os infectados pelo COVID19 diariamente fazendo ligações telefônicas. A vítima que precisou de internação é um homem de 72 anos, cardiopata, morador de Mário Campos. Ele foi atendido na Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Brumadinho. No último domingo, o idoso foi transferido em estado grave para o Hospital Regional de Betim, onde permanece recebendo os cuidados médicos.

Fonte: Estado de Minas

Jornal da Manhã

Para ajudar os pequenos negócios a superarem o momento de incertezas econômicas, causado pela pandemia do novo Coronavírus, o Sebrae Minas disponibilizou, por meio de seus canais digitais e centrais de atendimentos, especialistas para prestarem orientações de forma remota. Além disso, o Sebrae preparou algumas dicas que podem contribuir para amenizar os reflexos da crise.

 De acordo com o gerente da regional Noroeste e Alto Paranaíba do Sebrae Minas, Marcos Alves, mesmo com a suspensão dos atendimentos presenciais, o Sebrae continuará à disposição dos empresários de micro e pequenas empresas. O Sebrae está de prontidão para atender os empresários em nossos outros canais e ajudá-los a buscarem soluções nesse momento tão difícil para todos.

(mais…)

Jornal da Manhã

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira no Twitter que o comércio deve reabrir em meio à pandemia de coronavírus, que já infectou mais de 2 mil pessoas e matou 46 no Brasil, e defendeu a necessidade de cuidar dos idosos e de pessoas portadoras de doenças. “38 milhões de autônomos já foram atingidos. Se as empresas não produzirem não pagarão salários. Se a economia colapsar os servidores também não receberão. Devemos abrir o comércio e tudo fazer para preservar a saúde dos idosos e portadores de comorbidades”, escreveu o presidente na rede social.

A publicação no Twitter acontece no dia seguinte a pronunciamento em rede nacional de rádio e TV feito por Bolsonaro, no qual ele voltou a minimizar a pandemia, classificando o Covid-19, doença causada pelo coronavírus, de “gripezinha” e “resfriadinho”. Ele também criticou governadores e prefeitos que adotaram medidas de restrição à circulação para tentar conter o avanço do vírus.

Fonte: Reuters

Jornal da Manhã

Nos Estados Unidos, senadores dos partidos Republicano e Democrata e a Casa Branca chegaram na madrugada desta quarta-feira (25) a um acordo sobre um plano federal de estímulos de US$ 2 trilhões para aliviar as consequências da pandemia do coronavírus sobre a economia do país. O pacote deverá auxiliar trabalhadores, empresas e o sistema de saúde.

“Por fim, temos um acordo”, afirmou o líder da maioria republicana no Senado, Mitch McConnell, antes de citar um “nível de investimentos de tempos de guerra”. O valor equivale a aproximadamente R$ 10,2 trilhões, o que representa um montante maior do que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em valores correntes, que em 2019 totalizou R$ 7,3 trilhões. A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou na véspera que que está vendo “aceleração muito grande” em número de casos de coronavírus nos Estados Unidos, o que representa potencial para o país se tornar o novo epicentro da epidemia.

Fonte: G1

Jornal da Manhã

O teste do príncipe Charles do Reino Unido para o Covid-19 deu positivo, informaram autoridades palacianas nesta quarta-feira (25). Charles, de 71 anos, é o filho mais velho da rainha Elizabeth II e o herdeiro do trono. “O príncipe de Gales foi testado positivamente para o Coronavírus”, publicou a Casa de Clarence, o nome do palácio onde vive o príncipe. Ele tem sintomas leves, mas está em boa saúde e tem trabalhado de casa nos últimos dias de maneira usual. Charles esteve com a mãe, a rainha Elizabeth II, no dia 12 de março, de acordo com informações de fontes da realeza britânica passadas à Reuters. A rainha tem 93 anos.

Fonte: G1

Jornal da Manhã

O Ministério do Turismo elaborou uma medida provisória (MP) para permitir a suspensão de contratos de funcionários de hotéis, resorts e setor de entretenimento enquanto durar a crise provocada da covid19 no Brasil. Como contrapartida, a ideia da pasta é liberar aos funcionários atingidos o saque integral dos saldos das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e o seguro-desemprego, cuja parcela máxima é de R$ 1.813,03 por mês.

A proposta está nas mãos da equipe econômica, que estaria avaliando se é viável aplicar a medida e ainda estendê-la a outros setores. O ministro Paulo Guedes afirmou na segunda-feira ao jornal O Estado de S. Paulo que o governo pode conceder um auxílio de até um terço da remuneração original para empregados de áreas mais atingidas pela crise, como a do turismo. Guedes afirmou ainda contar que as empresas paguem parte dos salários, diferentemente do que está previsto na MP do Ministério do Turismo.

Fonte: Estado de Minas

 

Jornal da Manhã

Escola da Bíblia. Apocalipse: A Revelação.

Estudo do livro de Apocalipse com Rev. Sirgisberto Queiroga.

Todos os Dias às 22horas.

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

O número de mortes devido ao coronavírus subiu para 34 em todo o Brasil, enquanto o total de casos confirmados é de 1.891. Os óbitos estão concentrados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A atualização é do Ministério da Saúde, que divulgou os dados em sua conta nas redes sociais, na tarde desta segunda-feira (23). No domingo, eram 25 mortes e 1.546 casos confirmados.

De acordo com a pasta federal, o estado de São Paulo é o que apresenta a situação mais crítica, com 745 casos confirmados e 30 mortes. O estado é seguido bem de longe pelo Rio de Janeiro, com 233 casos confirmados e quatro mortes. O terceiro estado mais crítico é o Ceará, com 163 casos confirmados, mas sem mortes. Com o número elevado de registros em São Paulo e Rio, a Região Sudeste é a que tem o quadro com maior risco, com 60% dos casos no país. Em Minas Gerais há 128 casos confirmados, enquanto o Espírito Santo contabiliza 29. O Nordeste apresenta 308 casos confirmados (16,3% dos registros nacionais).
Fonte: Estado de Minas

Jornal da Manhã

Duas manilhas de concreto barram a entrada de quem se aproxima de Campo Belo, no Sul de Minas e não é de lá ou não tem negócios por ali. Em São Tiago, na mesma região, forasteiro só passa pela entrada da cidade se trouxer abastecimento. Até as estradas de terra de Viçosa, na Zona da Mata, têm agora postos de controle com funcionários municipais para impedir que viajantes entrem no território por quatro limites municipais.

As grandes barreiras viárias anunciadas pelos governadores de Minas Gerais, Romeu Zema, e do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, não tomaram forma para impedir o tráfego interestadual em suas divisas, mas municípios o estão fazendo por conta própria. Enquanto isso, aos poucos, municípios do interior já organizam barreiras em seus territórios regidas por decretos próprios. Sob jurisdição da União, nenhuma rodovia federal será fechada e isso só ocorrerá com recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), segundo decreto do presidente Jair Bolsonaro.

Zema, em seu pronunciamento de ontem, observou que as rodoviárias dos municípios já restringem a expedição de ônibus de viagem interestaduais. “Com isso, o fluxo (dos ônibus) deve estar se interrompendo no mais tardar na quarta-feira (amanhã)”, disse o governador. Sobre o fechamento de alguns municípios, o governador afirmou ver excessos.

Fonte: Estado de Minas

Jornal da Manhã

Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen MG), criou 30 unidades de referência, distribuídas em todo o território mineiro, que vão funcionar como centros de triagem e portas de entrada para novos detentos do sistema prisional. A partir de agora, todas as pessoas que forem presas em Minas Gerais irão para uma unidade específica em cada região. Nas unidades referência, os detentos ficarão por um período de 15 dias, em quarentena e observação, evitando possível contágio em larga escala caso fossem encaminhados de imediato para outras unidades. Passada a quarentena e atestada a saúde dos detentos, eles serão levados para outras penitenciárias ou presídios, seguindo o fluxo normal de gestão de vagas do sistema prisional de Minas.

As 19 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) do Estado estão contempladas com o protocolo. Para viabilizar a medida, 30 presídios foram esvaziados no último final de semana (21 e 22/3). Os presos que estavam acautelados nesses espaços foram remanejados para outras unidades prisionais de cada região. Não se tratam, portanto, de unidades destinadas para detentos doentes ou com sintomas do coronavírus. No caso de presos que apresentarem os sintomas do Covid-19, o protocolo é o seguinte: isolamento dentro da unidade prisional, realização de exames e, em caso de confirmação, tratamento em hospital, com escolta do sistema prisional. O objetivo da nova medida é unicamente proteger os presos e os profissionais de segurança que trabalham no sistema prisional, de modo a não colocar a população em risco.

(mais…)

Jornal da Manhã

O salto no número de casos investigados também foi relevante: 5.862 deste balanço, contra 4.193 do último levantamento. Belo Horizonte teve um aumento de 20 para 30 casos confirmados em 24 horas. Paracatu Segundo possui dois casos suspeitos, segundo o último boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde de MG.

Além da capital mineira, há registros em  Juiz de Fora, na Zona da Mata (5); Nova Lima, na Grande BH (4); Uberlândia, no Triângulo Mineiro (3); Coronel Fabriciano, na Região Central (2); Divinópolis, na Centro-Oeste (1); Ipatinga, no Vale do Rio Doce; (1); Patrocínio, no Alto Paranaíba (1) e Sete Lagoas, na Região Central (1), Uberaba, no Triângulo Mineiro (3), Mariana, na Região Centro-Oeste (1), Poços de Caldas, no Sul de Minas (1) Entrou na lista neste sábado São João del-Rei, no Campo das Vertentes, com um caso confirmado.

Jornal da Manhã

ESTABELECIMENTO SUSPENSOS:

A partir do dia 23 de março, eventos públicos e privados, não poderão funcionar, como feiras, shoppings, galerias, cinemas, clubes, centros comerciais, academias de ginástica, boates, salões de festas, teatro, casas de espetáculo, clínicas de estética, museus, bibliotecas, centros culturais.

(mais…)

Jornal da Manhã

Inscreva-se no canal da Igreja Presbiteriana Bethesda ( Lago Sul, DF ). Existem mais de 100 sermões disponíveis para você assistir e compartilhar com os amigos.  http://Opção de conteúdo cristão para este final de semana.

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, decretou “quarentena total” a partir da 0h desta sexta-feira (20) para combater a transmissão do novo coronavírus. A restrição praticamente completa na circulação de pessoas valerá até 31 de março. O decreto do presidente argentino estabelecerá que ninguém poderá sair de casa a não ser para ir às farmácias e comprar comida. Quem descumprir a regra poderá ser detido por “delito contra a saúde pública”.

De acordo com a imprensa argentina, as Forças Armadas e as polícias poderão fazer o patrulhamento para certificar se as pessoas estão respeitando as restrições na circulação.A Argentina registrava, até a última atualização desta reportagem, 128 casos confirmados de Covid-19. A doença matou três pessoas no país sul-americano.

Fonte: G1

Jornal da Manhã

Mais de 220 mil foram infectados e mais de 10 mil morreram por causa do novo coronavírus, o Sars-Cov-2, em todo o mundo, de acordo com a universidade americana Johns Hopkins. Nos Estados Unidos, 44 milhões de moradores da Califórnia foram orientados a não deixar suas casas para evitar a propagação do vírus. Essa é a primeira iniciativa desse tipo em território americano. No país inteiro, mais de 14 mil foram infectados, ainda segundo a universidade.

Jornal da Manhã

O boletim mais recente, emitido pela secretaria municipal de saúde de Paracatu, noroeste de minas, aponta que a cidade possui quarto casos suspeitos e um provável de coronávirus. Os casos estão em isolamento domiciliar e sob monitoramento da secretaria de saúde. O município aguarda a chegada do Kit específico para realizar a coleta de amostras que serão enviadas para  a Funed em Belo Horizonte para a análise laboratorial, exame que irá confirmar ou descartar as suspeitas. O prazo para este procedimento ainda não foi divulgado. A orientação é para que a comunidade evite aglomerações e adote as medidas preventivas, principalmente, com a higienização das mãos e de superfícies que possam estar contaminadas.

Jornal da Manhã

Nesta segunda (16/03), uma reunião do gabinete de crise do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), que ocorreu paralelamente à reunião dos três chefes de poderes do Estado, deliberou novas medidas a serem adotadas por magistrados e suas equipes para reduzir a propagação do Coronavírus (Covid-19). Em conferência telefônica, o presidente do Judiciário, desembargador Nelson Missias de Morais, o governador Romeu Zema e o presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Agostinho Patrus, ajustaram que atuarão de forma conjunta e articulada na prevenção e no controle da doença.

Já o encontro do gabinete de crise, conduzido pelo superintendente de Saúde do TJMG, desembargador Newton Teixeira Carvalho, deliberou sobre a diminuição das atividades nos fóruns e na secretaria do TJMG para evitar a circulação de pessoas e o consequente contágio pelo agente patológico. O comitê está acompanhando a evolução do cenário e discutindo propostas desde sexta-feira. Entre as medidas, estão a elaboração de atos normativos voltados para a população prisional e para adolescentes que cumprem medidas socioeducativas, para os quais poderá ser cogitada a prisão domiciliar; e a liberação de home-office para colaboradores que se enquadrem nos grupos de risco (idosos, cardiopatas, indivíduos com problemas pulmonares e imunodeprimidos, grávidas). Fica mantida a suspensão de prazos processuais de feitos físicos até 27/03, acrescida do cancelamento ou adiamento de audiências, júris e sessões de julgamento, à exceção dos casos urgentes ou que envolvem réus presos.

(mais…)

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

A Prefeitura Municipal de Paracatu, por meio da Secretaria Municipal de Educação comunica que serão suspensas as aulas na rede municipal de ensino, no período de 18 a 22 de Março de 2020. A medida segue orientações do Decreto N.o 47.886, de 15 de março de 2020, do Governador do Estado de Minas Gerais. A medida também está em conformidade com orientação da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação – Undime/MG que, em regime de colaboração com as demais redes de ensino, recomendou aos secretários municipais de educação, suspensão das aulas nas escolas municipais durante o período indicado.

A suspensão das atividades abrange todas as atividades de escolas e creches, incluindo o trabalho e atendimento do quadro administrativo. Estes estabelecimentos possuem o dever legal de zelar pela prevenção de riscos no ambiente de trabalho e, em conformidade com a prática e as condições nacionais, deverão estar protegidos de consequências injustificadas. Frente ao cenário pandêmico do Coronavirus (Covid-19), a Prefeitura de Paracatu e a Secretaria Municipal de Educação expressam preocupação e a necessidade de adoção de medidas de prevenção, também de acordo o que determina o Ministério da Saúde. Portanto, todas as escolas e creches da rede municipal estarão fechadas entre 18 e 22 de março.

Fonte: ASCOM/Prefeitura

Jornal da Manhã

O presidente Jair Bolsonaro desafiou os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a irem às ruas lidar com a população, após ele próprio ter se juntado a uma multidão em frente ao Palácio do Planalto e defendido as manifestações de domingo espalhadas pelo país que tinham o Congresso como um dos alvos principais.

“Eu gostaria que eles saíssem às ruas como eu. A resposta é essa. Nós políticos temos responsabilidade e devemos ser quase que escravos da vontade popular. Saiam às ruas esses dois parlamentares”, disse Bolsonaro em entrevista à CNN Brasil na noite de domingo. Apesar da pandemia de coronavírus ter levado autoridades de saúde a desaconselhar aglomerações de pessoas, Bolsonaro deixou o Palácio da Alvorada e saudou uma pequena multidão nas grades do Planalto. Ao longo de todo o dia o presidente publicou vídeos de manifestações pelo país em suas redes sociais, mesmo após ter feito um apelo na quinta-feira para que os atos fossem repensados.

Fonte: Reuters

Jornal da Manhã

O governador Romeu Zema publicou decreto, neste domingo (15/3), que cria o Comitê Gestor do Plano de Prevenção e Contingenciamento em Saúde do COVID-19 e amplia as ações de prevenção e combate ao coronavírus em órgãos e entidades da administração estadual. O Executivo decidiu implementar recesso escolar para a próxima quarta-feira (18/3) em todas as escolas da rede estadual. A medida vale até o dia 22 de março. Sendo assim, as unidades de ensino estarão com suas atividades paralisadas até o dia 22 de março.

Já existe movimento de paralisação, em decorrência do coronavírus, em unidades federais e particulares. O intuito da paralisação de atividades é o de concentrar esforços no diálogo com as unidades e na elaboração de medidas adicionais, sempre monitorando a evolução da transmissão. A retomada das aulas será no dia 23 de março, conforme orientação da Secretaria de Saúde. O Governo ressalta que não existe situação de contágio comunitário em Minas Gerais até o momento e todas as medidas são no sentido de minimizar os impactos futuros da pandemia. A medida está em sintonia com as determinações do Ministério da Saúde para combater a disseminação do Covid-19 no país.

Fonte: ASCOM

Jornal da Manhã

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (15) novo balanço dos casos confirmados de novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil: são 200 casos. Além disso, o balanço tem os seguintes destaques:

  • 200 casos confirmados, eram 121 no sábado
  • 1.913 suspeitos
  • 1.486 casos descartados

No relatório, São Paulo é o estado com o maior número de casos confirmados, com 136. Isso representa 68% de todos os casos no país. O Rio de Janeiro é o segundo estado com mais casos, com 24. Mais cedo neste domingo (15), o ministério divulgou que eram 176 casos em todo o país. Depois, fez nova atualização, para 191 casos. Em relação ao relatório divulgado no sábado, Amazonas e Sergipe tiveram os primeiros casos confirmados pelo Ministério da Saúde.

Fonte: G1

Jornal da Manhã

pandemia do COVID-19 inaugura uma forma diferente de doenças de proporções globais com uma superdifusão de informações, tanto das que ajudam quanto as que desinformam. Ainda que menos letal do que antecessoras, como a síndrome respiratória aguda severa (SARS), que tem taxa de mortalidade de 15%, e a gripe A (H1N1), inicialmente conhecida como gripe suína, que leva a óbito uma média de 5% dos infectados, a doença provocada pelo novo coronavírus ecoou com um alerta nunca antes visto pelo mundo.

Só para se ter uma ideia, em 2009, a gripe A matou 100 vezes mais pessoas. Mas os especialistas alertam que não é apenas histeria e que a nova doença é, sim, perigosa, principalmente por ser de contágio fácil e rápido. “A doença afeta mais idosos (acima dos 80 anos, a mortalidade é acima de 15%) e pessoas com problemas imunológicos. Tem poupado jovens e crianças. Contudo, essas faixas etárias estão disseminando rapidamente a doença onde há transmissão local, como na China e na Europa”, afirma o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano Silva.

Fonte: Estado de Minas

 

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

Assembleia Legislativa de Minas Gerais pode derrubar os vetos do governo estadual ao projeto de lei que reajusta o salário de servidores da segurança pública. O Executivo vetou um aumento de 41,7% ao setor e concedeu somente 13%. Uma emenda aprovada pela Casa que estendia a readequação a outras categorias, como saúde e educação, também foi negada.
Os vetos ao projeto, de autoria do próprio Executivo estadual, foram criticados por parlamentares. Alguns já avaliam a derrubada como provável. É o caso do deputado estadual Sargento Rodrigues (PTB), um dos representantes das forças de segurança pública na Casa. Ele diz que diversos colegas concordam em reprovar em plenário as ações do governador Romeu Zema (Novo) e garantir o reajuste.
Fonte: Uai

Jornal da Manhã

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou, na tarde desta quinta-feira (12), em reunião extraordinária, a inclusão do exame de detecção do Coronavírus no rol de procedimentos obrigatórios para beneficiários de planos de saúde. A Resolução Normativa foi encaminhada ao Diário Oficial da União e entra em vigor na data de sua publicação.

O teste será coberto para os beneficiários de planos de saúde com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência e será feito nos casos em que houver indicação médica, de acordo com o protocolo e as diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde.  A ANS orienta que o beneficiário não se dirija a hospitais ou outras unidades de saúde sem antes consultar sua operadora de plano de saúde, para informações sobre o local mais adequado para a realização de exame ou para esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico ou tratamento da doença.
Fonte: ASCOM

Jornal da Manhã

Ter o domínio do gerenciamento de todo o processo de comercialização de um produto ou um serviço é essencial para o sucesso de qualquer negócio. Para orientar e capacitar empresários de Paracatu, o Sebrae Minas realiza, de 23 a 25 de março, o curso ‘Gestão de Vendas’. As vagas são limitadas. O curso apresenta práticas e ferramentas que irão promover melhorias no ponto de venda, nos canais de atendimento e na estratégia comercial de forma planejada. O conteúdo aborda os seguintes temas: Estratégia do negócio e estrutura de marketing; Fluxo da Gestão de Marketing e Vendas; Segmentação de mercado; Segmentação da carteira de clientes; Curva ABC; Mercado-Alvo e posicionamento; Mix mercadológico; Estrutura comercial; Processos e rotinas de vendas; Funil de Vendas (Pipeline) e outras ferramentas; Rodízio de atendimento; Indicadores de processos de vendas; Administração de metas; Recrutamento, seleção, treinamento e motivação; Curva ABC da força de vendas; Ciclo de Carreira do Vendedor; e Remuneração e incentivos.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas na Agencia de Atendimento do Sebrae Minas em Paracatu (rua Benjamim Carneiro, 21, Centro). O investimento é de R$ 300,00 à vista ou dividido em 6 vezes no cartão. Inscrições antecipadas tem 10% de desconto. Mais informações pelo telefone (38) 3679-8300.

Fonte: Prefácio

Jornal da Manhã

Jornal da Manhã

O Brasil caminha para mais um ano de fraco crescimento. Nas últimas semanas, bancos e consultorias começaram a rebaixar as previsões para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2020. No início do ano, as expectativas mais otimistas previam que a economia brasileira pudesse crescer até 3%. Hoje, a maioria dos analistas projeta apenas uma alta entre 1,5% e 2%. E pior: já embutem um risco de baixa nessas previsões. Se as projeções se confirmarem, será o quarto ano de crescimento do Brasil na casa de 1% – um desempenho bastante fraco depois uma recessão tão forte como a que ocorreu no biênio 2015 e 2016.

Por trás de um novo ano de pessimismo está uma combinação perversa: a economia global está desacelerando, com o risco de recessão diante do avanço do coronavírus, e, internamente, o Brasil lida com uma grande incerteza sobre capacidade de o governo avançar com uma agenda de reformas que garanta a solidez fiscal e melhore o ambiente de negócios do país.

Fonte: G1

Jornal da Manhã

O Brasil pode ganhar quase 430 mil novos empregos por ano com a reforma do setor elétrico. Esse dado está no Relatório Anual que a Abraceel (Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia) acaba de fechar sobre o setor. E o Senado Federal já deu o primeiro passo nesse sentido, quando foi aprovado, em primeiro e segundo turno, o projeto da portabilidade da conta de luz (PLS 232/2016) na Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) no início desse mês.

Se o projeto concluir sua tramitação até julho de 2020, tendo em vista que determina a abertura total do mercado em até 42 meses, os consumidores do Brasil serão livres para escolher seu fornecedor de energia elétrica em 2024. A portabilidade da energia elétrica já é uma realidade em todas as economias mais avançadas do mundo. Na última pesquisa realizada pelo IBOPE, praticamente 80% dos entrevistados declararam o seu desejo de escolher livremente o seu fornecedor de energia elétrica.

O presidente da Abraceel, Reginaldo Medeiros, lembra que o mercado livre de energia poderia entregar uma economia de 12 bilhões por ano na conta de luz de 80 milhões de consumidores brasileiros. “Mesmo que a abertura atingisse hoje somente a parcela do setor produtivo que ainda está fora desse mercado, já haveria a possibilidade de uma redução de R$ 7 bilhões nessas contas corporativas e poderíamos gerar no Brasil algo em torno de 430 mil postos de trabalho”, diz ele.

Para Medeiros, o momento é extremamente positivo para a modernização do setor elétrico no Brasil. “Pelos sinais que acompanhamos do Senado, já estamos considerando a possibilidade de o Brasil conseguir de fato modernizar o setor elétrico até o final deste semestre. Essa é uma pauta de Estado e não de Governo, portanto quem ganha com a sua aprovação é o brasileiro.”, diz o presidente.

Fonte: ASCOM

Jornal da Manhã

O presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais logo cedo, nesta quinta-feira (12), para criticar o Congresso por derrubar o veto ao projeto  eleva o limite de renda familiar per capita para concessão do benefício de prestação continuada (BPC). No Senado, foram 45 votos pela derrubada do veto a 14 e, na Câmara, 302 a 137. A votação significa uma derrota para o governo, em meio a uma crise entre o Executivo e o Legislativo na disputa pelo controle do OrçamentoO secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, alertou que a derrubada do veto “pode significar o fim do teto de gastos”. O governo estima um impacto de R$ 217 bilhões em uma década com a derrubada do veto, sendo R$ 20 bilhões apenas este ano.
O projeto de lei, que teve origem no Senado, aumentava de um quarto do salário mínimo para meio salário mínimo a renda mensal per capita familiar da pessoa portadora de deficiência ou do idoso com direito a receber o BPC, equivalente a um salário mínimo. Em dezembro do ano passado, Bolsonaro decidiu vetar integralmente a medida. Na época, a justificativa do Executivo foi que o projeto criava despesas obrigatórias sem indicar fonte de custeio.
Fonte: Estado de Minas

Jornal da Manhã

O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou nesta quarta-feira (11) que o país vai suspender as viagens de países da Europa aos Estados Unidos por um período de 30 dias, a partir desta sexta-feira. As medidas foram tomadas para tentar conter o novo coronavírus, no mesmo dia em que a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou pandemia de Covid-19.

Após o discurso de Trump, o Departamento de Segurança Nacional publicou nota que explica que a medida vale para estrangeiros que estiveram nos 26 países da Zona Schengen nos 14 dias anteriores à tentativa de retorno aos EUA. Assim, o Reino Unido, que tem 460 casos, não entra na medida. As restrições não se aplicam a quem tem residência permanente nos EUA e a “parentes imediatos” de cidadãos norte-americanos.

Fonte: G1