Política

A autorização partiu do ministro Ricardo Lewandowski.

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou hoje (28) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder entrevistas da carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba, onde ele se encontra preso desde 7 de abril.

A decisão do ministro foi proferida após reclamação ao STF feita pela jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, e pelo jornalista Florestan Fernandes. Eles contestaram decisão da juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba, que em agosto havia negado o acesso da imprensa a Lula.
Lewandowski acolheu os argumentos dos reclamantes e entendeu que a decisão da juíza seria uma censura prévia ao trabalho da imprensa, o que viola decisão do próprio Supremo, que na ação de descumprimento de preceito fundamental (ADPF) 130 vetou qualquer tipo de censura prévia.

“Dessa forma, não há como se chegar a outra conclusão, senão a de que a decisão reclamada, ao censurar a imprensa e negar ao preso o direito de contato com o mundo exterior, sob o fundamento de que ‘não há previsão constitucional ou legal que embase direito do preso à concessão de entrevistas ou similares’, viola frontalmente o que foi decidido na ADPF 130”, escreveu Lewandowski.

Fonte: Estado de Minas

Política

Candidato do PDT à Presidência deixou hospital na tarde de hoje e seguiu direto para debate televisivo em São Paulo.

Os candidatos à Presidência presentes no debate SBT/Folha/UOL evitaram mencionar o nome do presidenciável líder nas pesquisas, Jair Bolsonaro (PSL), e centraram o ataque ao PT, de Fernando Haddad.

Questionado sobre o papel que o PT teria em seu eventual governo, Ciro Gomes (PDT) disse que se for eleito “prefere governar” sem o partido. Sobre o MDB, do presidente Michel Temer, o pedetista disse que há bons quadros no partido e citou o senador paranaense Roberto Requião e o deputado federal pernambucano Jarbas Vasconcelos.

Fonte: Estado de Minas

Política

O evento, que terá pela primeira vez desde o início da campanha Dilma, Pimentel, Haddad e Manuela, será na Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza.<

Pela primeira vez desde o início da campanha eleitoral, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) e a deputada federal Manuela D’Ávila (PCdoB) estarão em Belo Horizonte nesta terça-feira (28) para lançar o plano de governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O ato, marcado para 18h na Praça Duque de Caxias, em Santa Tereza, terá a presença da ex-presidente Dilma Rousseff.

Além dos principais líderes do partido, o ato terá a candidata a vice-governadora Jô Moraes (PCdoB) o segundo candidato ao Senado da chapa, deputado federal Miguel Corrêa Jr.

Pimentel e Dilma

Será a primeira vez que Pimentel e Dilma farão campanha juntos, desde o início do período eleitoral. No sábado, os dois estariam em um evento em Contagem, mas o governador não apareceu, informando ter como motivo um compromisso em Brasília de última hora.

Nessa segunda-feira, Pimentel negou que haja uma indisposição entre ele e Dilma. A petista barrou a presença do MDB, do presidente Michel Temer, na chapa petista. Pimentel trabalhava para ter o grupo, que o apoiou em 2014, novamente na chapa.

No sábado, Dilma praticamente ignorou Pimentel e concentrou seu discurso em exaltar os feitos do ex-presidente Lula e pedir votos para o petista.

 

A última vez em que Pimentel e Dilma estiveram juntos foi a convenção do PT que confirmou a candidatura de ambos ao governo e ao senado, respectivamente.

(Fonte: Estado de Minas)

Política

 O candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, propôs nesta quarta-feira (22) um aumento gradual do Imposto de Rendapara quem ganha mais. Além disso, propôs a criação de um tributo sobre dividendos. A declaração foi dada à Record que, durante as próximas três semanas, realizará entrevistas com os principais candidatos à Presidência. Meirelles foi o quinto sabatinado. Até o momento, além do candidato do MDB, foram entrevistados (Fonte.: G1).

Política

Candidato ao governo do estado pelo PSDB foi denunciado por improbidade administrativa no uso do símbolo ‘SP Cidade Linda’ em ações da prefeitura. Cabe recurso.

A juíza Carolina Martins Cardoso da 11ª Vara da Fazenda Pública condenou nesta sexta-feira (24) o candidato ao governo de São Paulo pelo PSDB, João Doria, à suspensão dos direitos políticos por 4 anos. A decisão foi publicada no site do Tribunal de Justiça de São Paulo. Cabe recurso. (mais…)

Política

Até agora já foram constatadas 1.077 irregularidades em registro de candidaturas

BRASÍLIA – O Ministério Público Eleitoral (MPE) já identificou irregularidades em 1.077 registros de candidaturas para as eleições deste ano. Em 310 casos estava configurada a “inelegibilidade chapada”, isto é, no próprio pedido de registro foram constatadas provas suficientes para se barrar a candidatura. Nesses casos, o MPE pediu a impugnação das candidaturas. Os dados são de um levantamento parcial do próprio MP divulgados nesta sexta-feira e que levam em conta todos os 20 mil registros disponibilizados pela Justiça Eleitoral de todo país.

Como os Tribunais Regionais Eleitorais e o próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda estão divulgando os registros que foram pedidos, o número de irregularidades pode ser ainda maior.

Um dos pedidos de impugnação do próprio foi contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, (mais…)

Política

O presidente da República Michel Temer se reuniu na noite de quinta-feira no Palácio da Alvorada com os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Dias Toffoli e Luiz Fux para tratar dos “vencimentos do Judiciário”, segundo nota do Planalto.No começo do mês, o Supremo aprovou reajuste de 16% no salário dos ministros da Corte, para 2019. O salário atual é de R$ 33,7 mil e com o aumento passará para R$ 39,3 mil por mês.

Política

Tribunal intimou o ex-presidente nesta quinta-feira (23). Petista terá que contestar, por meio de seus advogados, 16 impugnações e notícias de inelegibilidade apresentadas à Justiça Eleitoral.

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) intimou nesta quinta-feira (23) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva – candidato do PT à Presidência – a apresentar defesa de sua candidatura em até 7 dias corridos, prazo que termina em 30 de agosto.

Por meio de seus advogados, o petista deverá contestar todas as 16 impugnações e notícias de inelegibilidade apresentadas por outros partidos, candidatos e cidadãos ao seu registro de candidatura.

Pela Lei da Ficha Limpa, Lula está inelegível, em razão de ter sido condenado criminalmente por tribunal de segunda instância. Mas a candidatura dele ainda será julgada pelo TSE. (mais…)

Política

Dez dias depois de dizer ter certeza que tentarão matá-lo, o candidato a presidente deputado federal Cabo Daciolo (Patriota) não pediu à Polícia Federal para fazer sua segurança. Também não se licenciou do cargo na Câmara dos Deputados e pode ter o salário descontado se não apresentar justificativa aceita pela Mesa Diretora da Casa.

Daciolo apareceu com 1% das intenções de voto na pesquisa dessa quarta-feira (22) da DataFolha, que tem margem de erro de 2 pontos percentuais. O candidato teve o registro deferido para participar da eleição na manhã desta quinta-feira. (mais…)

Política

O presidente da Assembleia confirmou a participação na disputa nesta quinta-feira. O MDB prepara um evento para segunda-feira para o lançamento oficial.

Adalclever disse que Lacerda será o alicerce e o grande eleitor do pleito. Ele prometeu seguir o plano de governo registrado pelo ex-prefeito e afirmou que, se eleito, Lacerda terá participação certa no governo.

“Marcharemos juntos nessa terceira via, que foi construída com a unidade de mais de 40 parlamentares, essa estrutura é fundamental para essa candidatura. Estou pronto para disputar o governo e me coloco à disposição da população de Minas para enfrentar essa grande batalha”, afirmou. Adalclever disse estar certo de que a população quer uma terceira via no comando do estado, que não seja do PT nem do PSDB.

Questionado sobre o fato de seu partido, o MDB, ter Fernando Pimentel, o presidente da Assembleia disse que, como os demais parlamentares, deu “sustentação e estabilidade” ao governo. Adalcleve se apresentou como “nova opção” e disse que o restante da chapa será anunciado na segunda-feira. “Vamos ganhar a eleição com essa coligação. A vontade da maioria do povo mineiro é por uma terceira opção”, disse.
(mais…)

Política

Percentual dos candidatos sem bens é menor que o das últimas duas eleições: são mais de 10,6 mil candidatos sem nenhum bem. Já o número de postulantes com mais de R$ 1 milhão só cresce.

Dados do Tribunal Superior Eleitoral revelam que 10.611 candidatos destas eleições declaram não ter nenhum bem. Isso representa 38% do total de postulantes a algum cargo neste pleito. Na outra ponta estão 2.902 candidatos que dizem ter mais de R$ 1 milhão – o que equivale a 10%. O levantamento foi feito pelo G1 – portal de notícias da globo, com base nas prestações feitas pelos candidatos ao TSE.

O percentual dos candidatos sem bens é menor que o das últimas duas eleições. Em 2010, por exemplo, 41% dos candidatos declararam “patrimônio zero”. Já o de milionários só cresce.

Esse número pode mudar ligeiramente após os registros serem analisados pela Justiça Eleitoral e candidaturas serem indeferidas ou renúncias ocorrerem.

Entre os 13 candidatos à Presidência, Cabo Daciolo é o único que declara não possuir nenhum bem.

Nove são milionários: Alvaro Dias, Ciro Gomes, Eymael, Geraldo Alckmin, Henrique Meirelles, Jair Bolsonaro, João Amoêdo, João Goulart Filho e Lula. (mais…)

Política

Ministro diz que fake news podem ser enquadradas em artigo do Código Eleitoral que prevê anulação de votação viciada por falsidade ou fraude

BRASÍLIA  – O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, voltou a dizer nesta quarta-feira, 22, que o Código Eleitoral brasileiro prevê a anulação de uma eleição caso seu resultado tenha sido influenciado pela disseminação de notícias falsas, conhecidas como fake news. Ele participou do painel “Sociedade da informação e os desafios da desinformação” do 28º Congresso Brasileiro de Radiodifusão, promovido pela Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert).

“Com relação à tutela do campo eleitoral em si, nós temos o direito de resposta, que tem muita eficiência, nós temos multas, temos a cassação de diplomas e nós temos uma previsão que está expressa no artigo 222 do Código Eleitoral, no sentido de que se houver a comprovação de que uma candidatura se calcou preponderantemente em fake news, essa candidatura pode ser anulada”, afirmou. (mais…)

Política

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22) apontou os percentuais de intenção de voto para presidente da República em dois cenários com candidatos diferentes do PT – o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no primeiro cenário e o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad no segundo.(Fonte;G1).

Política

O candidato do MDB à Presidência da República, Henrique Meirelles, cumpriu agenda de campanha em Ribeirão Preto (SP) na manhã deste sábado (18). Ao lado do candidato ao governo de São Paulo da legenda, Paulo Skaf, ele falou sobre as propostas para o agronegócio e comentou as estratégias que adotará para melhorar a popularidade na corrida eleitoral. Meirelles defendeu em sua fala a liberação de crédito e os investimentos em obras de transportes diversificados para impulsionar e trazer mais competitividade ao agronegócio. “Nós queremos transformar o Brasil em um canteiro de obra, de maneira que o agronegócio possa ter um transporte mais rápido e com menor custo. E, ao mesmo tempo, usar não só as estradas, mas ferrovias principalmente, porque é um sistema mais eficiente para transportar grandes quantidades em percursos pré-determinados. E temos que explorar também a grande vantagem do Brasil que é a hidrovia, que é o sistema mais barato que existe de transporte”, afirmou (Fonte.: G1).

Política

O número de pedidos de registro de candidatura a deputado federal nas eleições de 2018 ultrapassou o de 2014, segundo um balanço parcial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Até a publicação desta reportagem, havia 8.071 pedidos. Na última eleição, foram 7.137.Dados apontam que fatia de mulheres está em 31,7% em 2018, proporção muito semelhante à registrada em 2014 – 31,8%.Os números são parciais e ainda podem mudar pois os pedidos de candidatura puderam ser feitos pelos partidos até as 19h de quarta-feira (15), mas o TSE não divulgou um balanço fechado e tem atualizado os números regularmente – a última vez ocorreu por volta das 8h desta sexta.Os dados finais devem ser conhecidos após o dia 20(G1).

Política

O candidato à Presidência pelo MDB, Henrique Meirelles, disse nesta 4ª feira (15.ago.2018) que seu partido não formou uma “vasta coalizão”com outras siglas porque queria “manter a independência”.“Não temos uma aliança de vários partidos fortes porque não queremos dever favores a ninguém. Vamos ganhar com a nossa proposta, com o nosso objetivo, com o plano de governo do vice-presidente [Germano] Rigotto e meu (…). Vamos fazer 1 governo independente e técnico como o povo quer, afirmou em Congresso Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, em Brasília (Fonte.: Poder 360).

Política

A legislação eleitoral deixou uma brecha para o ex-presidente Lula não apresentar a certidão de antecedentes criminais com a condenação que sofreu no processo do tríplex do Guarujá, no momento do registro de sua candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que será oficializada até esta quarta-feira (15), com a entrega de um DVD. As certidões criminais são determinantes para saber se o candidato está inelegível – a Lei da Ficha Limpa diz que não pode ser eleito aquele que tiver condenação por órgão colegiado em 2ª grau.Com isso, o petista, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, deve ganhar mais tempo na discussão sobre o registro de sua candidatura ao Palácio do Planalto pelo PT(G1).

Política

A experiência como ex-ministro da Fazenda e presidente do Banco Central foi invocada, nesta terça-feira (14), pelo candidato do MDB à Presidência, Henrique Meirelles, como argumento para restabelecer a confiança no país. “Vamos implantar um programa de quatro anos de crescimento, com credibilidade”, disse. Ao considerar a economia “base de tudo”, o emedebista disse que ela precisa crescer para gerar mais empregos, mais renda e mais salários. O presidenciável foi um dos participantes do encontro Diálogo Eleitor Unecs, promovido pela União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços, que reúne empresários desse setor (Fonte.: Agência Brasil).

Política

Os deputados Jânio Xingú (PSL) e Masamy Eda (MDB) trocaram socos e tapas durante a sessão desta terça-feira (14) na Assembleia Legislativa de Roraima, em Boa Vista.Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o momento do conflito. Nele é possível ver que Masamy Eda estava posicionado na bancada da Mesa Diretora da Casa ao lado do deputado Naldo da Loteria (PSB).Xingú estava do outro lado da bancada. Apesar de as imagens não terem áudio, servidores da ALE-RR relataram que os parlamentares trocaram ofensas antes da agressão física e que eles já discutiam desde o início da sessão.As agressões violentas duram poucos segundos até os parlamentares serem contidos por um policial da casa e outros parlamentares.Os servidores ouvidos não souberam informar o motivo da briga(G1).

Política

A ministra Rosa Weber   tomará posse nesta terça-feira (14) como nova presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A cerimônia está marcada para as 20h e também tomarão posse os ministros Luís Roberto Barroso (novo vice-presidente da Corte) e Jorge Mussi (novo corregedor-geral da Justiça Eleitoral).

Ministra do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber assumirá o comando do TSE no lugar Luiz Fux e comandará a Corte até maio de 2020.

Política

Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) negou nesta quinta-feira (9) pedido do Partido dos Trabalhadores para que Luiz Inácio Lula da Silva participasse do debate da TV Bandeirantes com candidatos à Presidência da República nas eleições de 2018, esta noite. Advogados do PT entraram com mandado de segurança após um pedido anterior não ter sido analisado. “Incabível a impetração por ausência dos requisitos previstos em lei, indefiro a inicial”, decidiu a relatora Cláudia Cristina Cristofani. Lula cumpre pena na Polícia Federal, em Curitiba, desde 7 de abril. Ele foi condenado em segunda instância na Lava Jato a 12 anos e 1 mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no caso do triplex em Guarujá (SP). O ex-presidente foi anunciado candidato do PT na noite de domingo (5) (Fonte.: G1).

Política

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), foi eleito nesta quarta-feira (8) para a presidência da Corte pelos próximos dois anos. A eleição é feita entre os próprios ministros do tribunal. Toffoli foi eleito com dez votos favoráveis e um contrário – é comum que o ministro que assumirá o posto a presidência vote em seu vice. Ele assume em 13 de setembro. A eleição foi protocolar. O Supremo adota para a sucessão de seus presidentes um sistema de rodízio baseado no critério de antiguidade. É eleito o ministro mais antigo que ainda não presidiu o STF. Também na sessão desta quarta, o ministro Luiz Fux foi eleito vice-presidente do Supremo para o próximo biênio (Fonte.: G1).

Política

Germano Rigotto foi confirmado como candidato a vice de Henrique Meirelles nas eleições para a Presidência da República em 2018, durante convenção do MDB no Rio Grande do Sul, neste domingo (5). A inclusão do ex-governador gaúcho na chapa havia sido anunciada no sábado (4). Pela primeira vez desde 1994, o MDB terá candidatura própria ao Planalto. “O MDB terá seu projeto nacional, sua cara própria”, afirmou Rigotto, durante a convenção. Ele declarou que é uma “honra enorme” estar ao lado de Meirelles na corrida presidencial. “Vamos mostrar que é possível sim sair de 2%, 3% [de intenções de votos] nas pesquisas e ganhar uma eleição nacional”, acrescentou o candidato. Já Meirelles ressaltou que Rigotto fará “uma grande diferença” na disputa. “Em uma época de polarização e extremismos, é fundamental contar com um bom exército, com aqueles que só acreditam na democracia como sistema político, nas instituições e na força individual de cada brasileiro”, pontuou o candidato (Fonte.: G1).

Política

O MDB aprovou nesta quinta-feira (2) a candidatura de Henrique Meirelles à Presidência da República. O partido confirmou o nome do ex-ministro da Fazenda na corrida ao Palácio do Planalto durante convenção nacional, em Brasília, com a presença do presidente Michel Temer. O resultado da votação foi anunciado pelo presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR). Segundo ele, a candidatura de Meirelles recebeu 357 votos dentre 419 votantes – 85% do total. Houve 56 votos contrários e seis brancos (Fonte.: G1).

Política

O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, afirmou nesta quarta-feira (1º) ter sido “extremamente leal” ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva   e, por isso, se declarou surpreso com o tratamento “hostil” que o PT tem dado a ele. Em acordo costurado nesta quarta, o PT se comprometeu a apoiar os candidatos do PSB aos governos de Amazonas, Amapá, Paraíba e Pernambuco em troca da neutralidade da legenda na eleição presidencial. A campanha de Ciro tentava atrair o PSB para formar uma chapa.(Fonte.:G1)

Política

 O MDB aprovou nesta quinta-feira (2) a candidatura de Henrique Meirelles à Presidência da República. O partido confirmou o nome do ex-ministro da Fazenda na corrida ao Palácio do Planalto durante convenção nacional, em Brasília.

O resultado da votação foi anunciado pelo presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR). Segundo ele, a candidatura de Meirelles recebeu 357 votos dentre 419 votantes – 85% do total. Houve 56 votos contrários e seis brancos.

Em discurso durante a convenção do MDB, Meirelles disse que seu objetivo é resgatar o espírito de confiança do país e alfinetou, sem citar nomes, os concorrentes na disputa ao Planalto.

“A minha candidatura tem um objetivo principal: resgatar o espírito de confiança no Brasil. […] Eu pergunto como e quem deve e tem condições e a capacidade para resgatar a confiança do país”, afirmou. (Fonte.:G1)

Política

A direção nacional do MDB decidiu lançar a candidatura do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles à Presidência da República, em posição que foi anunciada através de uma “carta à nação”, divulgada nesta sexta-feira. O partido do presidente Michel Temer (MDB) defendeu a candidatura de Meirelles alegando que não teve tempo para implementar seu programa e prometendo “permanecer no rumo certo”. “Queremos continuar o trabalho apenas iniciado. Não tivemos tempo para implementar e desenvolver plenamente nossas propostas, mas não vamos abandonar nem esquecer o esforço exitoso feito por cada um dos brasileiros. Pelo contrário: é hora de permanecer no rumo certo. De perseverar para prosperar”, diz trecho do comunicado. Ao longo do texto, o partido exaltou os resultados econômicos do governo Temer – e, por tabela, da gestão de Meirelles à frente da Fazenda. Segundo o MDB, foi a gestão do partido que impediu “que o Brasil descarrilhasse de vez em 2015” (Fonte.: Veja).

Política

O desembargador Fernando Wowk Penteado, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), determinou que o inquérito contra o ex-governador Beto Richa (PSDB) seja retirado da vara do juiz federal Sérgio Moro e tramite apenas na Justiça Eleitoral. A investigação apura se Richa favoreceu a Odebrecht no processo de licitação da PR-323 em troca do pagamento de R$ 2,5 milhões, via caixa 2, para a campanha de 2014. A decisão liminar de Penteado é de segunda-feira (30) e acata um pedido da defesa do ex-governador, que argumentou que a competência do inquérito é exclusivo da Justiça Eleitoral e que não há qualquer indício de prática de crime para que tramite na Justiça Comum (Fonte.: G1).

Política

 O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), desistiu da pré-candidatura à Presidência da República nas eleições de 2018.Em carta divulgada nesta quinta-feira (26), Maia afirmou que irá concorrer a deputado federal – ele está no 5º mandato. “Arquivo, momentaneamente, a pretensão presidencial que vislumbrei para marcharmos juntos, em 2018, com o projeto que estamos construindo em torno de Geraldo Alckmin. Serei candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro e mais uma vez empenharei o novo mandato que espero ter a honra de conquistar em favor do Brasil e dos brasileiros”, diz o texto (Fonte.: G1).

Política

O presidente Michel Temer chegou nesta quarta-feira (25) a Joanesburgo, na África do Sul, para participar da 10ª Cúpula do Brics, grupo que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O encontro vai até sexta-feira (27). Um dos temas que deve ter destaque durante a cúpula com chefes de Estado e de governo dos cinco países é o avanço do protecionismo nas relações comerciais, prática incentivada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump (Fonte.: G1).

Política

 A força-tarefa da Lava Jato no Ministério Público Federal (MPF) pediu nesta terça-feira (24) ao juiz Sérgio Moro a revisão da denúncia feita em abril deste ano contra nove pessoas suspeitas de participação em esquema de pagamentos de propina por meio de contratos firmados pela Odebrecht para a realização de obras do Complexo Petroquímico Suape, em Pernambuco, de 2010 a 2014. Entre os pontos a serem alterados, os procuradores da República pedem que Moro determine o pagamento de dano em favor da Petrobras no valor de R$ 65 milhões. Segundo o MPF, o valor corresponde ao dobro do montante que foi repassado indevidamente a Paulo Aquino, Djalma Rodrigues, Glauco Colepicolo e Maurício Guedes nos contratos firmados entre o Grupo Odebrecht e a administração pública (Fonte.: G1).

Política

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira (24) que está aberto a negociações com o Irã. “Nós estamos prontos para fazer um verdadeiro acordo, não como aquele feito pela administração anterior [de Barack Obama], que foi um verdadeiro desastre”, disse em discurso para veteranos de guerra em Kansas City.

A declaração veio menos de 48 horas depois de ele elevar o tom contra o presidente do Irã, Hassan Rohani. O líder iraniano advertiu Washinton a “não brincar com fogo”, e, em resposta, Trump tuitou: “Nunca mais volte a ameaçar os Estados Unidos ou sofrerá consequências como as que poucos sofreram antes na história”. (Fonte G1)

Política

O presidente americano, Donald Trump, criticou nesta terça-feira (17) a cobertura da imprensa sobre a sua reunião com Vladimir Putin, realizada na véspera em Helsinque.

Em coletiva de imprensa conjunta após reunião, Trump respaldou Putin em sua afirmação de que a Rússia não interferiu nas últimas eleições americanas, contrariando indicações da Inteligência americana. Na última sexta-feira, o Departamento de Justiça, que investiga a suposta ingerência russa, indiciou 12 cursos por conspiração por hackear o comitê do Partido Democrata durante as eleições

Política

Autoridades prenderam o ex-primeiro-ministro do Paquistão Nawaz Sharif e sua filha Maryam na noite de sexta-feira (13), logo após chegarem ao país.Homens uniformizados escoltaram os dois, que foram sentenciados à revelia por acusações de corrupção na semana passada. A detenção aconteceu pouco depois de aterrissarem na cidade central de Lahore por volta das 20h45.Sharif foi condenado a 10 anos de prisão e multado em US$ 10 milhões em um caso envolvendo a compra de imóveis de luxo apartamentos de luxo em Londres.O tribunal também ordenou a apreensão dos apartamentos em questão.Sua filha recebeu uma sentença de sete anos, e o genro dele, Safdar Awan, foi condenado a um ano de prisão(G1).

Política

O juiz da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, Ricardo Leite, absolveu Luiz Inácio Lula da Silva no processo em que o ex-presidente era acusado de crime de obstrução de Justiça. Esse foi o primeiro caso em que o ex-presidente se tornou réu na Lava Jato. Também é a primeira absolvição nos processos a que Lula responde.

Em nota, o advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, disse que o juiz agiu de maneira imparcial ao descartar a acusação com base somente em delação premiada. Disse ainda que o mesmo entendimento deveria ser usado no caso do triplex do Guarujá, em que o ex-presidente foi condenado

A acusação da qual Lula foi absolvido era de que tinha atrapalhado as investigações da Lava Jato, ao se envolver na tentativa de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, um dos delatores da operação.

Política

Os deputados de oposição ao governador Fernando Pimentel (PT) na Assembleia tentam mais uma vez levar secretários de estado do petista ao Legislativo para explicar o parcelamento dos salários dos servidores públicos. Um novo requerimento neste sentido foi aprovado pela Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da Casa.A deputada Ione Pinheiro (DEM) tentou aprovar uma convocação, que obrigaria os titulares das pastas de Educação, Fazenda e Planejamento e Gestão a comparecer, mas conseguiu viabilizar nessa terça-feira (10) somente um convite. “Na hora da votação perdi, mas queremos que os secretários venham explicar essa situação que é uma falta de respeito”, disse. A intenção é que eles falem sobre os atrasos, que se tornaram recorrentes nos últimos meses, e devem continuar ocorrendo conforme previsão dos próprios integrantes do Executivo(ESTADO DE MINAS).

Política

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava-Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, afirmou nesta terça-feira, 10, que vai ser candidato nas eleições 2018 para “recuperar a soberania do povo brasileiro”.Em nota publicada no site oficial do petista, Lula diz que parte do patrimônio brasileiro está sendo “vendida de forma irresponsável” e que o governo está consolidando o suposto complexo que a elite nacional tem em relação aos Estados Unidos.”É muito triste que parte do patrimônio público, construído com muito sacrifício pelo povo brasileiro a partir da metade do século XX, esteja sendo vendido de forma irresponsável, a preço de banana, para encobrir a ilegitimidade de um golpista, para abrir mão de qualquer soberania que um País precisa ter e consolidar o complexo de vira-lata que a elite brasileira sempre teve em relação aos EUA”, diz a nota(estado de minas).

 

Política

A Polícia Federal encontrou na quinta-feira, durante buscas e apreensões da terceira fase da Operação Registro Espúrio, R$ 95 mil reais em espécie no apartamento de um assessor do deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP).O assessor, Jonas Antunes Lima, foi preso na operação desta quinta. Policiais também fizeram buscas e apreensões no gabinete de Marquezelli na Câmara. Lá, encontraram R$ 5 mil em espécie. O deputado disse que é um dinheiro para usar em viagens que faz ao interior de São Paulo.A Registro Espúrio investiga uma suposta organização criminosa, integrada por políticos e servidores, que teria cometido fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo ministério(G1).

Política

A Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense, publicou um ato executivo nesta terça-feira (10) afastando o vereador Thiago Ferrugem (PR) e convocando o suplente Dr. Ivan Machado (PTB).Thiago é acusado de participar de um esquema de compra de votos envolvendo o programa social Cheque Cidadão durante as eleições de 2016, investigado pela Operação Chequinho.O afastamento foi determinado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) após o vereador ser condenado em primeira e segunda instâncias. Thiago foi condenado a perder o cargo e ficar inelegível por oito anos. Cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral(G1).

Política

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmen Lúcia, divulgou na tarde deste domingo, uma nota oficial sobre as decisões à respeito da prisão e soltura do ex-presidente Lula.Na mensagem, ela não demonstra um posicionamento a favor ou contra a soltura, e diz apenas que a “justiça é impessoal e que os órgãos judiciários competentes de cada região devem atuar com rigor”.
“A Justiça é impessoal, sendo garantida a todos os brasileiros a segurança jurídica, direito de todos. O Poder Judiciário tem ritos e recursos próprios, que devem ser respeitados. A democracia brasileira é segura e os órgãos judiciários competentes de cada região devem atuar para garantir que a resposta judicial seja oferecida com rapidez e sem quebra da hierarquia, mas com rigor absoluto no cumprimento das normas vigentes”(estado de minas).

Política

Henrique Meirelles quer ter vice do PSDB de Alckmin | O pré-candidato do MDB à presidência, Henrique Meirelles, reafirmou que a decisão do partido em ter uma candidatura própria ao Planalto é definitiva. Além disso, o ex-ministro da Fazenda acenou em ter o vice-presidente de sua chapa indicado pelo PSDB, de Geraldo Alckmin. O presidenciável esteve, neste sábado (7), em Chapecó, Santa Catarina. Em entrevista ao repórter Marcelo Lula, da rádio Super Condá, Meirelles afirmou que a união entre MDB e PSDB pode acontecer no segundo turno das eleições, mas que melhor seria, inclusive para os tucanos, é que os dois partidos passassem a caminhar juntos a partir de agora.

Política

PARA OS BRASILEIROS, AGORA É HORA DE PENSAR NAS ELEIÇÕES | Com o fim da copa para os brasileiros é hora de seguir adiante. Na verdade, é hora de pensarmos nas eleições. A democracia é sempre uma oportunidade de melhorar. Não podemos jogar fora esta oportunidade.

Política

Diante de acenos de seu antigo partido, o PSDB, o senador paranaense Alvaro Dias (Podemos) pediu nesta quinta-feira, 5, para “não perderem mais tempo” cogitando sua desistência na corrida pelo Palácio do Planalto. Ele negou a possibilidade de ser vice na chapa do ex-governador Geraldo Alckmin e disse que busca partidos do “centro” para uma aliança.Em entrevista coletiva após palestra na Associação Comercial de São Paulo (ACSP), nesta quinta-feira, o pré-candidato disse que “não arreda o pé” de estar nas urnas em outubro como candidato a presidente.”Não há força humana capaz de nos demover desse objetivo. Os que viverem verão que nós estaremos na urna no dia 7 de outubro. É bom não perderem mais tempo e vocês não gastarem mais tinta e papel ou não gastarem os dedinhos aí nas teclas do computador porque será em vão”, disse Dias(ESTADO DE MINAS).

Política

O ministro do Trabalho Helton Yomura é um dos alvos da terceira fase da Operação Registro Espúrio deflagrada nesta quinta-feira, 5. Além de ser alvo de busca e apreensão, a Polícia Federal e a Procuradoria-geral da República pediram ao Supremo Tribunal Federal (STF) o afastamento de Yomura do ministério. A medida foi aceita pelo ministro Edson Fachin, relator do caso na corte.A ação é um desdobramento da operação Registro Espúrio que investiga desvios no Ministério do Trabalho relacionados à concessão do registro sindical. Yomura é apadrinhado político do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) e de sua filha, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ). Pai e filha foram alvos das primeiras fases da Registro Espúrio(ESTADO DE MINAS).

Política

 A Polícia Federal encontrou nesta quinta-feira (5), durante buscas e apreensões da nova fase da Operação Registro Espúrio, R$ 95 mil reais no apartamento de um assessor do deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP). O assessor, Jonas Antunes Lima, foi preso na operação desta quinta. Policiais também fizeram buscas e apreensões no gabinete de Marquezelli na Câmara.

Política

Entre os 20 presos na Operação Ressonância estão ex-diretores da Philips no Brasil. Daurio Speranzini, que exerceu o cargo de CEO da multinacional e estava em posição semelhante na GE, e Frederik Knudsen, supervisor de vendas da Philips, são suspeitos de integrar esquema de corrupção na Saúde do RJ chamado de “clube do pregão internacional”. A Philips diz estar colaborando com as autoridades.De acordo com a investigação, os executivos das empresas que faziam parte do “clube” pagavam até 40% do valor dos produtos ao empresário Miguel Iskin em forma de comissão. Iskin, preso esta manhã, já havia sido alvo da Operação Fatura Exposta, em março de 2017, com o sócio Gustavo Estellita e o secretário estadual de Saúde Sérgio Côrtes. Todos haviam sido soltos pelo ministro Gilmar Mendes(G1).

Política

 A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (3), por 226 votos a 48, um pedido de urgência para o projeto que viabiliza a privatização de seis distribuidoras de energia controladas pela Eletrobras. Na prática, com a decisão, o projeto poderá ser analisado mais rapidamente pelos deputados. Isso porque o texto já pode ser votado pelo plenário da Casa sem passar por comissões. A proposta foi enviada pelo governo em junho deste ano. O texto aproveitou trechos de uma medida provisória (MP) editada pelo Poder Executivo em 2017 cujo conteúdo era semelhante. A MP, contudo, não foi votada pelo Congresso Nacional no prazo de 120 dias e perdeu a validade. Ainda não há data para a votação do mérito do projeto. Depois de aprovada na Câmara, a proposta seguirá para votação no Senado. Em seguida, será enviada para sanção, sanção parcial ou veto do presidente da República (Fonte.: G1).

Política

O presidente do MDB, senador Romero Jucá (RR), afirmou nesta terça-feira que o ex-governador de São Paulo e pré-candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, poderia ser um vice na chapa do candidato emedebista ao Palácio do Planalto, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (UOL).

Política

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), cassou nesta segunda-feira, 2, uma decisão do juiz federal Sérgio Moro que havia determinado que o ex-ministro José Dirceu colocasse tornozeleira eletrônica, para cumprir medida cautelar em casa, em Brasília, sob monitoramento.
Segundo Toffoli, ao impor o uso de tornozeleira eletrônica a José Dirceu, Sérgio Moro agiu em “claro descumprimento” de decisão da Segunda Turma do STF, que na semana passada colocou o petista em liberdade até a conclusão do julgamento de uma ação(G1).

Política

O ex-prefeito da Cidade do México, o esquerdista Andrés Manuel López Obrador, conhecido pelas suas iniciais AMLO, foi escolhido como novo presidente do México nas eleições deste domingo (1º), de acordo com o Instituto Nacional Eleitoral em comunicado na madrugada desta segunda-feira (2).O próximo presidente, que é do Movimento Regeneração Nacional (Morena), deve encerrar a apuração com a porcentagem de votos entre 53% e 53,8%, segundo a projeção do resultado final da autoridade eleitoral do país, chamada de contagem rápida”. Ele vai substituir Enrique Peña Nieto(G1).