Política

Cotado como pré-candidato à Presidência da República, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta sexta-feira em Paris que “o povo” é quem definirá qual será a melhor candidatura e declarou, em entrevista exclusiva à BBC Brasil, que não descarta a possibilidade de disputar outro cargo político. Para Doria, as pesquisas de opinião são uma forma de atestar a preferência da população – o prefeito vem tendo melhor desempenho nas pesquisas eleitorais para 2018 do que seu padrinho político, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, também do PSDB. O prefeito fez uma palestra em Paris no “Positive Global Forum”, que discutiu iniciativas em áreas como educação, saúde e meio ambiente (Fonte.: BBC Brasil).

Política

Na China, onde está em visita oficial, o presidente Michel Temer minimizou a polêmica em torno da extinção da Reserva Nacional de Cobre e Associados (Renca) um dia depois de o ministro do STF Gilmar Mendes dar dez dias ao governo para explicar a decisão. “É uma questão jurídica. Vamos nos pronunciar sobre isso. Vocês sabem que lá havia uma exploração clandestina ilegal do minério. Vocês verificaram pelo decreto que foi expedido que há preservação absoluta de toda e qualquer área ambiental e de área indígena”, afirmou Temer a jornalistas. “O que há é uma regularização da exploração que se faz naquela região. Nada mais do que isso. É de uma singeleza ímpar”, acrescentou (Fonte.: BBC Brasil).

Política

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu rever as decisões do presidente Michel Temer (PMDB), caso volte ao poder no ano que vem. As declarações foram feitas após o recebimento do Título de Cidadão Pessoense, no Ponto de Cem Réis, em João Pessoa. A capital paraibana é a primeira no périplo do petista pela Paraíba. Ele estará em Campina Grande neste domingo (26). O discurso foi acompanhado de perto pelo governador Ricardo Coutinho (PSB), o principal aliado do ex-presidente na Paraíba. Lula também se disse inocente e desafiou os integrantes da operação Lava Jato a mostrarem dinheiro recebido ilegalmente por ele. As referências ao desejo de rever as decisões do presidente Michel Temer foram feitas enquanto o petista falava do “incômodo” da elite brasileira… leia mais

Política

Uma das mudanças mais polêmicas no texto da reforma política aprovada pela comissão da Câmara dos Deputados – e que começa a ser votada no plenário nesta terça-feira – é a mudança do sistema eleitoral para o “distritão”, um modelo que funcionou no Japão do pós-guerra até o começo dos anos 1990, mas foi extinto por causa do aumento dos gastos e pela inviabilização do debate político. Caso a proposta passe no Congresso, serão eleitos apenas os deputados e vereadores com maior votação, daí o sistema ser considerado majoritário. Hoje, no chamado sistema proporcional, valem os votos recebidos pelo conjunto dos candidatos do partido e também pela legenda. “Esse sistema (distritão) exige um maior investimento financeiro e é preciso ficar de olho, pois pode aumentar… leia mais

Política

O senador Armando Monteiro Neto (PTB) ocupou a tribuna do Senado para criticar a gestão da segurança em Pernambuco, que ele classifica de “absoluto descontrole”. Ao citar aumento no número de casos de homicídios em Pernambuco, que em julho chegou a 477, o petebista diz ver omissão da administração estadual na área. “A permanecer nesse diapasão, Pernambuco alcançará uma marca superior a 60 mortes por cada grupo de 100 mil habitantes, elevadíssima, mais do que o dobro da média nacional, em torno de 26 homicídios”, assinalou Armando. O senador acrescentou que a ONU considera violência acima do normal a marca de 10 assassinatos por 100 mil habitantes. Recebendo apartes dos senadores petistas Lindbergh Farias (RJ) e Jorge Viana (AC), que concordaram ser grave o quadro… leia mais

Política

Lula chega a Pernambuco nesta quinta-feira, seu estado natal e reduto eleitoral do PT. O ex-presidente segue sua caravana pelo Nordeste, que começou na quinta passada pela Bahia e já subiu por Sergipe e Alagoas, onde dividiu palanque e elogios com o senador peemedebista Renan Calheiros — uma mostra clara de que seu modo de fazer política segue o mesmo. O apelo populista também se mantém.  Em Pernambuco, a agenda será cheia de momentos pensados para ressaltar seu apelo popular (EXAME).

Política

Em meio à escalada das acusações de corrupção da operação Lava Jato, que lança suspeitas sobre mais de 50 deputados federais, o Conselho de Ética da Câmara – responsável por avaliar a conduta dos representantes populares – tem passado ao largo das investigações nos últimos três anos. Na atual legislatura, o órgão foi monopolizado por picuinhas e ofensas que envolvem, principalmente, dois sobrenomes: Bolsonaro e Wyllys. Seis dos 14 processos que tramitaram no Conselho de Ética têm como acusados Jean Wyllys, Eduardo Bolsonaro e Jair Bolsonaro. Ao mesmo tempo em que lidera como deputado sobre o qual recaiu o maior número de acusações, Wyllys foi vítima em três processos – dois em que o acusado era Eduardo Bolsonaro e uma, o Delegado Éder Mauro. Ofensas… leia mais

Política

As agendas de viagens do prefeito de São Paulo, João Doria, pelo Nordeste fizeram o governador Geraldo Alckmin se mexer: nesta terça-feira, ele deu uma entrevista pela manhã à Rádio Arapuã, da Paraíba, se apresentando como candidato à Presidência da República no ano que vem. Alckmin falou sobre o empréstimo de bombas da Sabesp para estados do Nordeste e defendeu a transposição de rios — uma de suas prováveis plataformas para a região se for candidato. A conversa com o radialista, contudo, enveredou para um convite para visitar a Paraíba — Alckmin apenas “lamentou” que os festejos de São João tenham passado — e terminou em discurso: “Fui candidato em 2006. O PT era mais forte, o Lula também, mas hoje tudo isso mudou. Acho que estou muito mais preparado para servir ao Brasil e trabalhar para o país”, disse… leia mais

Política

O estado de São Paulo renovou o empréstimo de bombas e tubos feito ao Ministério da Integração Nacional para reforçar o combate à seca do Nordeste. O documento foi assinado pelo governador Geraldo Alckmin e pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, nesta segunda-feira. O equipamento, que consiste em tubulações e quatro conjuntos de bombas flutuantes, cada um com capacidade de bombear até 2 mil litros de água por segundo, foi cedido em dezembro do ano passado para ajudar a enfrentar a longa estiagem nos estados de Pernambuco, Paraíba e Ceará. O evento também contou com a presença do secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, Benedito Braga, e do presidente da Sabesp, Jerson Kelman (Fonte.:diariodepernambuco).

Política

Pouco menos de um ano após perder a chance de reeleição para João Doria (PSDB), o ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), está com a agenda cheia. Desde que deixou o cargo, ele tem feito uma série de viagens pelo Brasil, se encontrando com políticos de esquerda, realizando palestras e dando entrevistas. Visto por alguns como um “plano B” do PT caso Lula seja condenado em segunda instância e não concorra à Presidência, Haddad nega estar em pré-campanha e diz descartar um cenário sem o ex-presidente em 2018. Segundo Haddad, Lula também terá papel fundamental na decisão sobre uma eventual candidatura a outro cargo ano que vem. “Eu vou querer ouvi-lo antes de tomar qualquer decisão. Não que necessariamente acate, mas quero ouvi-lo”. Em… leia mais

Política

Em mais uma mostra de que a campanha eleitoral de 2018 já começou, as agendas dos pré-candidatos está intensa. Hoje, tanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), candidato declarado, como o prefeito de São Paulo João Doria(PSDB-SP), que nega a candidatura, têm agenda pela região Nordeste. Doria vai a Pernambuco e Ceará, onde se encontra com representantes do grupo LIDE, do qual é presidente, e palestra para empresários e políticos, enquanto Lula segue sua caravana pela Bahia. Com suas viagens, Doria tenta ganhar capilaridade pelo país – justamente a principal crítica feita nos bastidores pelo seu padrinho político e também interessado na vaga de candidato do PSDB à presidência em 2018, o governador paulista Geraldo Alckmin. Em Pernambuco, deve receber apoio do empresário Paulo Soares, um dos… leia mais

Política

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou um mito desacreditado sobre um general que teria lutado contra militantes islâmicos usando “balas com sangue de porco” para comentar o ataque em Barcelona na quinta-feira. O tuíte do presidente foi publicado horas depois que uma van avançou contra pedestres no frequentado calçadão da famosa avenida Las Ramblas, matando 13 pessoas e deixando mais de cem feridos. A polícia disse se tratar de um ataque terrorista; o motorista ainda está foragido.”Estude o que o general Pershing dos Estados Unidos fazia com terroristas quando eram pegos”, disse Trump, em referência a uma história surgida durante a Guerra Filipino-Americana.Historiadores e checadores afirmaram que o caso nunca aconteceu. O mito, que andou circulando pela internet, refere-se a ações do general… leia mais

Política

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está em campanha para as eleições de 2018 há meses, mas a partir de hoje intensifica sua agenda. Começa o tour pelo Nordeste, que deve durar até o dia 5 de setembro, e deve ser a primeira de quatro caravanas a serem realizadas até o ano que vem. As outras passarão por Sudeste, Sul e Centro-Oeste. A intenção é reeditar a Caravana da Cidadania, feita entre 1993 e 1994, que foram a 359 cidades (Fonte.:EXAME).

Política

Um ano depois do processo de impeachment que a retirou da Presidência da República, Dilma Rousseff afirma que o país não necessariamente precisa de uma novidade na disputa presidencial de 2018. “O novo pode ser um Hitler. Não há garantia nenhuma”, diz. Em entrevista à correspondente da BBC no Brasil, Katy Watson, ela garante que não irá se retirar da política, mas não confirma os rumores de que se candidatará a deputada ou a senadora no próximo ano. Na interpretação da petista, o arquivamento da denúncia por corrupção passiva contra o presidente Michel Temer na Câmara, na última semana, é apenas mais um movimento da engrenagem que passou a se mover depois de sua reeleição, em 2014, e que culminou em seu afastamento. “Construíram com… leia mais