Saúde em Foco

VACINAÇÃO PELO NORDESTESERGIPE TEM 317,7 MIL DOSES PARA ATUALIZAR VACINAÇÃO

Sergipe recebeu 317,7 mil doses de vacinas para colocar em dia a situação vacinal de crianças e adolescentes do estado. Desse total, 163,6 mil são doses extras destinadas para a campanha de Multivacinação 2017, que acontece até o próximo dia 22 (sexta-feira). Neste sábado, postos de saúde de todo país estarão de portas abertas, disponibilizando 21 vacinas contra doenças que ainda não estão eliminadas e, portanto, representam riscos para quem não estiver imunizado.

Saúde em Foco

TODAS EM UMA| CIENTISTAS AMERICANOS DESENVOLVEM INJEÇÃO ÚNICA QUE PODE REUNIR TODAS AS VACINAS INFANTIS.

Um dos primeiros “presentes” de quase toda criança é uma carteira de vacinação a ser preenchida com cada uma das doses que ela precisa tomar para poder se proteger de doenças. Mas uma tecnologia que está sendo desenvolvida nos Estados Unidos pode mudar um pouco essa realidade. A ideia é criar uma só dose que valesse por todas – uma única injeção que daria às crianças todas as imunizações de uma vez.

Essa dose única armazenaria as vacinas em cápsulas microscópicas, que seriam liberadas aos poucos em tempos específicos. A técnica começou a ser aplicada em estudos com camundongos e foi divulgada na publicação científica Science. Cientistas afirmam que a tecnologia poderia ajudar pacientes em todo o mundo (Fonte.: BBC Brasil).

Saúde em Foco

SAÚDE EM FOCO| EUA APROVAM “DROGA VIVA” , PRIMEIRA TERAPIA CONTRA CÂNCER QUE REESTRUTURA SISTEMA IMUNOLÓGICO DO PACIENTE.

Os Estados Unidos aprovaram o primeiro tratamento que reestrutura o sistema imunológico do paciente para atacar o câncer. A agência reguladora de medicamentos do país – a FDA – diz que a decisão foi um momento “histórico” e que a medicina agora “entra em uma nova fronteira”.

A companhia Novartis cobra US$ 475 mil (R$ 1,5 milhão) pela terapia da “droga viva”, que deixa 83% das pessoas livres de um tipo de câncer no sangue. A droga é fabricada sob medida para cada paciente, ao contrário de terapias convencionais contra o câncer, como a cirurgia e a quimioterapia (Fonte.: BBC Brasil).

Saúde em Foco

NICOTINACIGARRO ATUA NO SISTEMA NERVOSO MAIS RAPIDAMENTE QUE COCAÍNA E HEROÍNA

O  tabaco apresenta nicotina, um componente que atua no sistema nervoso central da mesma forma que a cocaína, heroína e álcool, porém de maneira mais rápida, chegando ao cérebro entre sete e 19 segundos. “Fumar pode trazer vários perigos à saúde, como 85% dos casos de cânceres de pulmão, além de doenças coronarianas, sendo responsável por 25% dos infartos e anginas (dor no peito). Ainda, provoca doença pulmonar obstrutiva crônica, como bronquite e enfisema, como também acidente vascular cerebral (AVC), úlceras gastrointestinais e infecções respiratórias”, alerta o pneumologista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Dr. Waldomiro José (Noticias ao Minuto).

Saúde em Foco

ANVISA SUSPENDE COMERCIALIZAÇÃO DE LOTES DE PARACETAMOL E AMOXILINA

Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recolheu lotes de medicamentos que têm como príncipio ativo o paracetamol e a amoxilina. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (30-08) no Diário Oficial da União.  Segundo a agência, estão suspensos em todo o Brasil a distribuição e a comercialização do medicamento genérico “Parecetamol solução oral 200mg/mL”, lote 0130/16, com validade em março de 2018. O medicamento é fabricado pela Hipolabor Farmacêutica (G1).

Saúde em Foco

SAÚDE EM FOCO| VACINAÇÃO EM QUEDA NO BRASIL PREOCUPA AUTORIDADES POR RISCOS DE SURTOS E EPIDEMIA DE DOENÇAS FATAIS.

Desde 2013, a cobertura de vacinação para doenças como caxumba, sarampo e rubéola vem caindo ano a ano em todo o país e ameaça criar bolsões de pessoas suscetíveis a doenças antigas, mas fatais. O desabastecimento de vacinas essenciais, municípios com menos recursos para gerir programas de imunização e pais que se recusam a vacinar seus filhos são alguns dos fatores que podem estar por trás da drástica queda nas taxas de vacinação do país. O Brasil é reconhecido internacionalmente por seu amplo programa de imunização, que disponibiliza vacinas gratuitamente à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Criado em 1973, o Programa Nacional de Imunização (PNI) teve início com quatro tipos de vacina e hoje oferece 27 à população, sem qualquer custo. Nem mesmo a crise econômica afeta o bilionário orçamento da iniciativa, estimado em R$ 3,9 bilhões para 2017 (Fonte.: BBC Brasil).

Saúde em Foco

SAÚDE EM FOCO| LÍTIO EM ÁGUA POTÁVEL REDUZ RISCOS DE DEMÊNCIA, SUGERE ESTUDO.

Pessoas que bebem água com níveis mais elevados de lítio parecem ter um risco menor de desenvolver demência, sugere uma pesquisa dinamarquesa. O lítio é comumente encontrado na água da torneira ou outras fontes de água corrente, ainda que em quantidades variadas. A descoberta, baseada em um estudo com 800 mil pessoas, pode dar pistas de como avançar na busca pela prevenção da demência e do mal de Alzheimer. O estudo da Universidade de Copenhague, publicado no periódico JAMA Psychiatry, analisou os registros médicos de 73.731 dinamarqueses com demência e 733.653 sem a doença. Ao mesmo tempo, a água corrente foi testada em 151 áreas do país nórdico. Os resultados mostram que, de um lado, níveis moderados de lítio (entre 5,1 e 10 microgramas por litro) aumentavam o risco de demência em 22%, em comparação com níveis baixos (menos de 5 microgramas por litro). De outro lado, porém, as pessoas que beberam água com níveis elevados de lítio (acima de 15 microgramas por litro) tinham risco 17% menor de desenvolver a doença. A diferença de impacto das doses de lítio pode ser explicada pelo fato de apenas algumas dosagens específicas mudarem a atividade cerebral de modo benéfico. “A exposição mais alta e de longo prazo ao lítio na água potável pode estar associada com uma incidência menor de demência”, disseram os pesquisadores (Fonte.: BBC Brasil).

Saúde em Foco

REMÉDIO JOGADO FORASUS JOGA FORA 16 MILHÕES EM MEDICAMENTOS DE ALTO CUSTO.

Um relatório inédito da Controladoria-Geral da União (CGU), concluído em abril, mostra que 11 Estados e o Distrito Federal jogaram remédios fora em 2014 e 2015. As causas do desperdício, que chega a R$ 16 milhões, foram validade vencida e armazenagem incorreta. Os Estados em que houve descarte foram Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Santa Catarina (Fonte.: BBC Brasil).

Saúde em Foco

ANTI-INFLAMATÓRIO PODE REDUZIR ATAQUES CARDÍACOS E ACIDENTES VASCULARES.

Um novo estudo sugere que o uso de remédios anti-inflamatórios pode reduzir o risco de ataques cardíacos e derrames. Segundo os autores do trabalho, trata-se do maior avanço no tratamento de doenças cardíacas desde o uso de estatinas para reduzir o colesterol. O estudo foi encomendado pelo laboratório Novartis, que é fabricante da droga canaquinumabe, usada em testes com 10 mil pacientes cardíacos. O uso da droga teria resultado em uma redução de 15% no risco de novos ataques cardíacos, mas há questões envolvendo custos, eficiência e efeitos colaterais – indivíduos que usaram o canaquinumabe tiveram maior risco de contrair infecções fatais, por exemplo. No entanto, organizações como a British Heart Foundation (BHF), saudaram o estudo como algo “animador e aguardado, e que pode ajudar a salvar vida (Fonte.: BBC Brasil).

Saúde em Foco

MAL A SAÚDE ?ÓLEO DE COCO FAZ TÃO MAL A SAÚDE QUANTO GORDURA ANIMAL E MANTEIGA, DIZEM CIENTISTAS.

Apesar de ser amplamente promovido como uma opção mais saudável, o óleo de coco tem o mesmo efeito na saúde que gordura animal e manteiga, segundo um relatório recém-publicado pela Associação Cardíaca Americana. Por ser composto de gordura saturada, o óleo de coco pode aumentar o chamado colesterol “ruim”, explicam os pesquisadores. De acordo com a associação americana, 82% da gordura no óleo de coco é saturada. O percentual é maior do que o da manteiga (63%), da gordura bovina (50%) e da banha de porco (39%). Alguns especialistas ressaltam, porém, que a mistura de gorduras no óleo de coco ainda faz dele uma opção saudável, mas a Associação Cardíaca Americana afirma que não há evidências confiáveis disso. “Como o óleo de coco aumenta o colesterol LDL (o tipo tido como “ruim”), causa de doenças cardiovasculares, e não tem efeitos favoráveis que compensem isso, advertimos contra seu consumo”, diz o relatório americano. O instituto afirma que as pessoas devem limitar a quantidade de gorduras saturadas que consomem, substituindo algumas por óleos vegetais não saturados – como azeite de oliva, óleo de girassol e suas variações (Fonte.: BBC Brasil).

Saúde em Foco

SAÚDE| COMO CORRIGIR SEPARAÇÃO DE MÚSCULOS ABDOMINAIS, QUE AFETA UMA EM TRÊS MÃES.

Uma barriga protuberante característica de muitas mulheres que foram mães – inclusive aquelas com peso normal – é na verdade uma condição médica que tem nome: diástase do reto abdominal, como é conhecida a separação entre os músculos superficiais do abdômen que ocorre pelo crescimento do útero durante a gravidez. A boa notícia é que há exercícios específicos para reduzi-la, e isto é recomendado não apenas por uma questão estética, mas também para prevenir dores nas costas. Mas esses exercícios não são os tradicionais abdominais, e sim movimentos respiratórios destinados a fortalecer os músculos mais profundos do abdômen (Fonte: BBC Brasil).

Saúde em Foco

SAÚDEFALHAS NA MEMÓRIA PODEM SER IMPORTANTES PARA FUNCIONAMENTO DO CÉREBRO, DIZ ESTUDO.

Se você acertou de primeira, sem apelar para o Google, parabéns. Mas poderia ser melhor não ter lembrado: um estudo de cientistas canadenses sugere que o esquecimento pode ser importante para a manutenção da memória. O argumento é que “deletar” informações irrelevantes ajuda o cérebro a se concentrar em aspectos que possam ajudar a tomada de decisões no dia a dia. “O verdadeiro papel da memória é otimizar o processo decisório”, diz Blake Richards, cientista da Universidade de Toronto e principal autor do novo trabalho.  Segundo Richards, o grosso das pesquisas em neurobiologia relacionadas à memória prioriza os mecanismos celulares de armazenamento de informações pelo cérebro, um processo conhecido como persistência. E pouca atenção é dada ao mecanismos responsáveis pelo processo de esquecimento (transiência). Também é comum que a falta de habilidade para lembrar seja atribuída a uma falha no armazenamento e acionamento de informações pelo cérebro. “Encontramos bastante evidência de que há mecanismos promovendo a perda de memória e que são distintos dos envolvidos no armazenamento de informações”, diz Paul Frankland, outro cientista participando do estudo (Fonte.: BBC Brasil).