Saúde em Foco

Por que se amotinam as nações, e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam, e os príncipes juntos se mancomunam contra o Senhor e contra o seu ungido, dizendo: Rompamos as suas ataduras e sacudamos de nós as suas cordas.

Aquele que habita nos céus se rirá; o Senhor zombará deles. Então, lhes falará na sua ira e no seu furor os confundirá. Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte Sião. Recitarei o decreto: O Senhor me disse: Tu és meu Filho; eu hoje te gerei. Pede-me, e eu te darei as nações por herança e os confins da terra por tua possessão. Tu os esmigalharás com uma vara de ferro; tu os despedaçarás como a um vaso de oleiro.

10 Agora, pois, ó reis, sede prudentes; deixai-vos instruir, juízes da terra. 11 Servi ao Senhor com temor e alegrai-vos com tremor. 12 Beijai o Filho, para que se não ire, e pereçais no caminho, quando em breve se inflamar a sua ira.

Bem-aventurados todos aqueles que  confiam no Deus Eterno.

ilustração : O Ex-Presidente Jimmy Carter (USA) ensinando Bíblia na Escola Dominical da Sua Igreja

 

Saúde em Foco

O culto ao Sol Invicto ainda permaneceria em Roma (assim como o uso da denominação dies Solis), até a promulgação do célebre édito de Tessalônica, de 27 de fevereiro de 380, quando o imperador Teodósio I, estabeleceu que a única religião de Estado seria o cristianismo de Niceia e baniu qualquer outro culto.

Em 3 de novembro de 383, o dies Solis passou a ser denominado oficialmente dies dominica (Dia do Senhor) em todo o Império Romano. No entanto, a denominação pagã, alusiva ao Sol, foi preservada, tanto em inglês (Sunday) como em alemão (Sonntag) e demais línguas germânicas[10]

A designação teve repercussões geográficas quase dez séculos mais tarde: Cristóvão Colombo, ao chegar pela primeira vez ao Caribe, a 3 de novembro de 1493, mais precisamente à ilha hoje compartilhada pelo Haiti e pela República Dominicana, chamou-a Dominica, por ser um dia de domingo, segundo o calendário juliano, então em vigor.

Saúde em Foco

O Ministério da Saúde definiu regras e financiamento para que os estados e municípios possam implementar Hospitais de Campanha nas cidades. A orientação é para que as unidades sejam montadas para atender pacientes com sintomas respiratórios de baixa e média complexidade, funcionando como retaguarda clínica para unidades hospitalares permanentes que possuam Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e sejam definidas como referência para tratamento da COVID-19.

“O Ministério da Saúde orienta que deve ser utilizada a proporção de 10 leitos de suporte ventilatório pulmonar para cada 40 leitos de internação clínica em Hospital de Campanha. Contudo, o número de leitos de cada hospital temporário poderá variar de acordo com o seu tamanho”, explicou Adriana Teixeira, diretora do Departamento de Atenção Hospitalar, Domiciliar e Urgência (DAHU/MS).

Fonte: Ministério da Saúde

Saúde em Foco

Posse do Presidente do Tribunal Superior Eleitoral

Saúde em Foco

“E se eu pudesse dizer-lhe tudo, você iria ver como Deus fez tudo, e eu nada. Eu tenho trabalhado duro, muito duro, …e eu nunca recusei nada a Deus.” Florence Nightingale

A história de hoje foi escrita no passado. Mesmo antes da pandemia, a OMS havia designado 2020 como o “Ano da Enfermeira” em homenagem ao 200º aniversário do nascimento de Florence Nightingale, conhecida como a “fundadora da enfermagem moderna”. Aos 17 anos, ela sentiu que Deus havia falado com ela, chamando-a para um futuro “serviço”, o que mudou a sua vida de forma definitiva.

Seus pais ficaram chocados. Afinal, ela era uma dama da alta sociedade e os hospitais eram lugares de degradação e sujeira. Pior, a enfermagem era considerada trabalho servil de baixa qualificação, um lugar de mulheres com baixa escolaridade e poucos recursos.

As conquistas de Nightingale são ainda mais impressionantes quando consideradas o pano de fundo das restrições sociais impostas às mulheres na Inglaterra vitoriana. Não apenas porque Florence foi a enfermeira mais extraordinária da história, mas a forma inédita que reis, rainhas e presidentes a consultavam, como o presidente dos Estados Unidos que queria seus conselhos sobre hospitais militares durante a Guerra Civil. O mais cativante é como ela sempre testemunhava do poder de Deus em sua vida, como nesta carta.

Nightingale ganhou reputação internacional quando, em 1854, levou uma equipe de enfermeiras voluntárias para a Turquia para tratar das condições em um hospital militar britânico durante a Guerra da Crimeia. Até então, nenhuma mulher havia entrado em um hospital militar. Ela implementou rapidamente protocolos de saneamento que hoje nos parecem familiares – três metros de distância entre os pacientes, ventilação adequada, limpeza frequente e desinfecção do meio ambiente, além de incluir medidas de higiene e nutrição, e condições ambientais como ruído e ventilação.

Em seis meses, a taxa de mortalidade caiu de mais de 40% para 2%. Nightingale voltou a Londres como uma heroína.
Florence ficou conhecida na história pelo apelido de “A dama da lâmpada”, pois toda noite caminhava pelos hospitais com uma lâmpada para inspecionar os feridos.

Quando os missionários se espalharam pelo mundo, a maioria deles levava consigo o modelo Nightingale, geralmente estabelecendo uma escola de enfermagem no hospital da missão. O resultado é que Florence era a pessoa mais famosa da era vitoriana, além da própria rainha Vitória, e poucas personagens receberam tantas homenagens como ela.

Florence foi a primeira mulher a receber a Cruz Vermelha Real, a Ordem do Mérito e a primeira a ter sua imagem adornada no papel-moeda britânico. Hoje, o Juramento Nightingale é verbalizado por cada nova enfermeira que se forma, a Medalha Florence Nightingale é a maior distinção internacional que uma enfermeira pode alcançar e o Dia Internacional da Enfermeira é comemorado em seu aniversário. Quatro hospitais em Istambul ainda têm o nome de Nightingale. A Marinha dos EUA a homenageou com o USS Florence Nightingale. Já Jean Henri Dunant  Disse:  “Embora eu seja conhecido como o fundador da Cruz Vermelha … é para uma inglesa que toda a honra é devida. O que me inspirou … foi o trabalho de Florence Nightingale.”

A vida de Florence é a lição do Sl 112:6: “…o justo ficará em memória eterna.” Hoje, no meio do furacão de uma pandemia, é difícil imaginar que um dia a enfermagem tenha sido considerada um trabalho servil e não qualificado. Não, não é, e isto graças a Florence Nightingale, uma serva gigante de um Deus ainda maior.

 

 

Saúde em Foco

Que a Gobo é contra Bolsonaro não é necessário muito tempo para perceber. O que está difícil é suportar a tendência anti-Bolsonaro a cada momento. Esta ficando muito chato. Muito chato mesmo.

O programa Globo News Debate teve o privilégio de ter três excelentes entrevistados. Os senadores Tasso Jereissati, Kátia Abreu e Fernando Bezerra são estrelas da nossa política. Gosto dos três. Foram muito bem. Mas, aguentar as provocações e repetições dos jornalistas da globo está ficando muito chato.

Os entrevistados deixaram claro. Impeachment está fora de debate. Isto decepcionou os entrevistadores. Que foram muito mal. Os senadores foram estadistas de bom nível.

Não houve debate. Houve sim uma aula de democracia. Bom programa ( graças aos entrevistados). Os entrevistadores foram enfadonhos. Imprensa é assim. Se é tendenciosa fica chata. Assistir o Globo News está ficando muito chato. A cada dia mais chato.

Saúde em Foco

Bolsonaro encontra apoiadores em Brasília : Manifestação foi maior do que o esperado. Neste domingo 24.05 o presidente Jair Bolsonaro se encontrou com apoiadores mais uma vez. Os manifestantes foram intenso na demonstração de apoio. Alguns gritavam Heleno.

Saúde em Foco

As palavras do General Augusto Heleno refletem a opinião de milhões de brasileiros. Ele tem o apoio da grande maioria da população. É inconcebível e inacreditável a audácia de algumas pessoas, de forma monocrática, no Supremo Tribunal Federal.

O Ministro Alexandre de Morais, o mais novo membro da casa,  barrou uma nomeação de um agente público baseado em uma afirmação do juiz Sérgio Moro ( absurdo) Mas, para evitar uma crise maior aconteceu. Mas, instalou uma crise. Isto é, agora, fato passado. Mas, certamente não foi esquecido.

Agora o decano, Celso de Mello ousou sugerir ao PGR a apreensão do telefone do Presidente da República. Ele está insano? Baseado em um pedido de partidos comunistas? Ele é comunista? Ele é louco?  Ele está senil? O General Augusto Heleno não demorou. Isto é inconcebível e inacreditável.  Alguém está brincando com fogo. E, tem gente brisando com gasolina. Vai dar incêndio.

Saúde em Foco

Vamos requisitar parte do ganho do BC com reservas, diz Mansueto. O lucro de 500 bilhões com a valorização das reservas vai ajudar o país a superar este momento de pandemia. “Vamos requisitar parte do ganho do BC com reservas”, diz Mansueto.

Saúde em Foco

O MUNDO EURO CHINO AMERICANO::VISÃO MULTICULTURA SOBRE O EQUILÍBRIO DO PODER NO MUNDO NO SÉCULO VINTE E HUM.

Este artigo começou a ser escrito em 13 de setembro de 2019 quando foi publicado o superávit comercial da China de 80 bilhões de dólares referente ao primeiro semestre na balança comercial com os EUA. Foi concluído em 10 de abril 2020, ao receber o artigo de Oliver Stuenkel Professor-Adjunto de Relações Internacionais FGV SP.

O artigo do professor é sentimental. Faz referência a possibilidade da pandemia do corona vírus mudar o pêndulo do poder mundial. É digno de resposta. Contudo, o artigo do professor adjunto não resiste um “bom míssil acadêmico”. “Mísseis Acadêmicos” é expressão do metodólogo sino-americano Enoch Wan Ph.D Professor de Antropologia. Hoje, Diretor do programa de Doutorado em Intercultural Studies e Doctor of Education, Portland, Oregon, USA. Dr. Wan é referência em metodologia no mundo.

A minha tese é que o mundo caminha para um momento TRIPARTITE MONDIALE. Defendo este momento como sendo o STATUS QUO dominante no Século XXI fundamentado em elementos históricos, antropológicos, bélicos, econômicos e espirituais. 1 – O elemento histórico considera muito relevante o poder conjunto do Império Greco-Romano (eurocêntrico) em evidência há aproximadamente 2300 anos. Nunca dominado mesmo em conflitos (entre si) nas duas grandes Guerras Mundiais. 2 – O elemento antropológico considera os valores vitais de uma cultura e garra para alcançar seus objetivos existentes nos povos líderes. 3 – O elemento bélico considera a capacidade de ação armada “tradicional e não tradicional” que pode ser colocada em campo. 4 – O elemento econômico considera os vetores da capacidade tecnológica industrial. 5 – O elemento espiritual considera as motivações da alma matter do povo em exercício de liderança orientado por dois fatores opostos absoluto materialismo e não absoluto materialismo.

Devemos pensar, entender e estabelecer ações sabendo que o mundo EURO-CHINO-AMERICANO será o mundo que vai caracterizar o Século XXI. Seguem os argumentos sustentáculos da tese principal:

 

  • Primeiro, entendamos por que, o mundo EUROCÊNTRICO, embora enfraquecido, não será destruído nem relegado a um quarto plano. Mas, continuará a ser papel preponderante no Século XXI. O elemento histórico revela que desde Alexandre, o Grande, todos os outros grandes Impérios fora deste centro foram importantes, mas nunca dominantes. Germanos, Bretões, Francos, Vikings e latinos são barro e ferro. Mas, quando ameaçados se tornam um só povo. Os anglo-europeus. Juntos eles são a terceira maior força em ação na terra. Á águia velha terá sempre lugar de destaque no podium.

 

  • Segundo, entendamos que o mundo SINOASIÁTICO, embora tenha 8 mil anos de cultura, é tão fragmentado que não poderá jamais ser líder absoluto. Mas, terá lugar de destaque no podium neste Século. Quando a China atingiu em um semestre 80 bilhões de dólares em superávit comercial com os EUA eles atingiram o máximo “permitido” – Donald Trump percebeu o erro de duas décadas de liberalismo econômico na relação comercial China-EUA. E, assim, começou a corrigir o erro. O sinal vermelho foi aceso. Mas, não é sem razão que isto fará com que a China tenha 100 anos de destaque no mundo, talvez, mais. O Dragão sempre terá no seu encalço os escorpiões – os coreanos – definidos pelos sábios chineses tradicionais. Os bárbaros do sol nascente – os povos nipônicos – são inimigos viscerais. 1,368 bilhões de pessoas, 1/5 da população do mundo, organizada sob uma liderança única e progressista não pode ser jamais desprezada. Todavia não será a maior força da terra falta-lhes uma língua acessível, cultura inclusiva, fontes de saber IN ROW, confiança do mundo.

 

  • Terceiro, entendamos que o mundo AMERICANO, é aqui, posso me equivocar, porque sou pró-américa na visão de que eles são melhores senhores feudais do que os chineses, possui bases múltiplas que não foram destruídas, foram apenas adormecidas. 3.1 – O elemento histórico favorece a experiência americana como continuidade da experiência eurocêntrica deslocada para a América. 3.2 – O elemento antropológico, também, favorece os americanos pois canadenses, australianos, neozelandeses são variáveis de uma mesma matriz anglo que deu certo em todos os lugares do mundo. E, até, no mundo JAFEASIÁTICO (Havaí, Singapura, Hong-Kong, Taiwan, Korea do Norte, Malásia, África do Sul… etc.). 3.3 – O elemento econômico começou a desfavorecer os americanos como nação dominadora, pois, de repente, eles mesmos se voltaram para a China como fonte de produção e industrialização. Erro que, a meu ver, a PANDEMIA DO CORONA VÍRUS tornou muito Neste aspecto, assim, penso que, nas próximas décadas, haverá uma forte correção de rumos enfraquecendo a China. A jovem águia conhece os caminhos das alturas e, na sua essência, definiu que voar é privilégio que não se barganhar por encavernar-se.

 

Concluo este “tratado filosófico” estratégico sobre as águias e o dragão – poder mundial no Século XXI – dizendo que o mundo dos próximos 100 anos será EURO – CHINO – AMERICANO vivendo um “certo” equilíbrio de poder na ordem inversa ao termo composto.

A ordem para a importância de poder é: Os AMERICANOS serão os líderes rivalizando com a CHINA tendo a EUROPA como força para agitar o pêndulo.

Mas, no final de tudo, em caso extremos de confronto, o pêndulo será levado para o lado sanguíneo. Neste momento, o sangue vencedor será anglo.

Saúde em Foco

Seis toneladas de alimentos são doadas ao Banco de Alimentos de Paracatu. Neste ano, a tradicional comemoração do 1º de maio da Kinross possibilitou a doação de mais de seis toneladas de produtos alimentícios para o Banco de Alimentos de Paracatu, por meio da parceria com o SESC, na plataforma Mesa Brasil, um programa nacional de segurança alimentar e nutricional de combate à fome e ao desperdício de alimentos. Diante do desafio de manter a homenagem em meio à pandemia do coronavírus, a empresa marcou a data com uma live da cantora paracatuense Emanuelle Morais.

Saúde em Foco

40 mil pessoas serão testadas com Cloroquina e Hidroxicloroquina na Inglaterra. Ao invés de ficar no meio de um debate sem sentido. A Inglaterra partiu para a solução definitiva do problema. Fonte BBC.

Saúde em Foco

Após lockdown, Maranhão anuncia reabertura econômica. Determinação começa a valer na próxima segunda-feira, 25; Estado tem 634 mortes pela doença. Esse governado, comunista, é uma piada. Uma semana fecha na outra abre. Isso é uma vergonha. E, o povo, vira massa de manobra na mão desta turma. Se a situação era tão difícil uma semana não resolveria o problema. Deveria ter proibido o carnaval.

Saúde em Foco

Brasil chega a quase 20 mil casos novos de covid em 24 horas. Um dia após o Brasil registrar mais de mil mortes em 24 horas pela covid-19, o Ministério da Saúde divulgou a maior quantidade de diagnósticos entre um dia e outro desde o início da pandemia: 19.951 casos confirmados, totalizando 291.579 infectados no país. A situação vai se complicando e agora, as perspectivas são de que a vida comece a voltar ao normal em agosto.

Saúde em Foco

Saúde em Foco

Saúde em Foco

A Covid-19, a doença provocada pelo novo coronavírus, já provocou a morte de mais de 300 mil pessoas até esta quinta-feira (14), de acordo com o balanço da universidade americana Johns Hopkins.

Até às 14h50, foram registradas 300.074 mortes desde a primeira confirmação de coronavírus em dezembro, na China. Além disso, em todo o mundo já são mais de 4,3 milhões de casos confirmados de Covid-19.

O aumento em 100 mil mortes acontece apenas duas semanas depois do mundo registrar mais de 200 mil vítimas. Esse número de diagnósticos, contudo, reflete apenas uma fração do número real de contaminações, já que muitos países realizam testes apenas em pessoas hospitalizadas. (G1)

Saúde em Foco

O presidente Jair Bolsonaro, em entrevista na porta do Palácio da Alvorada, falou novamente sobre a suspensão da nomeação de Alexandre Ramagem para a Polícia Federal. Disse que a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF) foi “política” e afirmou que a nomeação de Moraes por Michel Temer para o Supremo também foi por amizade com o ex-presidente.

Moraes suspendeu a nomeação de Ramagem para a PF por desvio de finalidade, por ser acusado de querer usar o cargo para coletar informações de processos. O delegado é amigo pessoal dos filhos do presidente, com quem priva da intimidade. Alexandre de Moraes foi Ministro da Justiça de Temer, entre outros cargos que desempenhou na vida pública, como secretário de segurança de Geraldo Alckimin, do PSDB, além de ser constitucionalista de renome, com vários livros publicados.

Fonte: G1

Saúde em Foco

A manutenção de uma curva achatada de proliferação de casos da COVID-19 em Minas Gerais tem se refletido positivamente nas internações mais graves. Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), 58,6% dos pacientes internados em Unidades Individuais de Terapia Intensiva (UTI) já receberam alta no estado, segundo dados informados ao Estado de Minas. Apesar disso, a doença se mostra agressiva e o número de mortes continua a subir, ainda que em ritmo menos acelerado que o de outros estados, como São Paulo e Rio de Janeiro.

O informe é relativo à semana passada, mas mostra um desempenho que o sistema considera “satisfatório”, sobretudo porque o número de mortes não se ampliou fora do ritmo que vem sendo observado ao longo de todo o histórico da pandemia. “Há 77 pacientes internados em decorrência da COVID-19 ou por suspeita da doença em leitos de UTI. A taxa de ocupação de leitos de UTI, em relação ao coronavírus, é de 4%. E 109 pacientes que estavam internados em leitos desse tipo, por suspeita da doença, já receberam alta”, informou a Secretaria de Governo.

(mais…)

Saúde em Foco

Pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) poderão ter consultas virtuais nos postos de saúde da Atenção Primária, a partir do mês de maio. A iniciativa permitirá que profissionais de saúde tenham acesso a uma plataforma para fazer consultas virtuais médicas, de enfermagem e multiprofissionais.

Consultório Virtual é mais uma das estratégias do Ministério da Saúde para diminuir a propagação do novo coronavírus e levar assistência à população, além de investir em soluções de telemedicina e telessaúde. A ferramenta on-line servirá para que os profissionais de saúde consigam fazer as teleconsultas, dando continuidade ao cuidado de pacientes com hipertensão e diabetes, entre outras condições, de forma ágil, cômoda e segura.

(mais…)

Saúde em Foco

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) mostra um aumento expressivo nas internações por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) neste ano no Brasil em comparação com a média dos últimos dez anos.

Esses dados, de acordo com a Fiocruz, infectologistas, epidemiologistas e outros especialistas, indicam uma subnotificação dos casos da Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus Sars-CoV-2. (G1)

Saúde em Foco

O novo coronavírus matou 4 pessoas e infectou mais 25 em Minas nas últimas 24 horas. São no total, 51 óbitos e 1.308 contaminados, segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). O estado investiga 85 mortes, 5 a mais desde o último balanço.  Os casos suspeitos somam 77.775, contra os 77.744 registrados na quarta-feira (22).

Os pacientes que morreram são das regiões Central, Norte de Minas e Vale do Rio Doce, a maioria na faixa dos 50 anos, com histórico de doenças crônicas. Um deles é um senhor de Morro da Garça, anos, de 58 anos, morto em 15 de abril. A segunda vítima, uma mulher de 53 que morreu no dia 18, residia em Novo Cruzeiro. No mesmom data morreu um homem de 54 anos em São Geraldo da Piedade. O último paciente contabilizado é a técnica de enfermagem Maria Aparecida de Andrade, morta em 20 de abril em Contagem, na Região Metropolitana.

Fonte: Estado de Minas

Saúde em Foco

313 casos suspeitos foram registrados em Paracatu até o fechamento do boletim epidemiológico desta quarta-feira (22), o número é o total desde o início dos registros da doença na cidade. O município já confirmou 11 casos da doença e aguarda o resultado dos exames para confirmar a causa de uma morte com causa suspeita de Covid-19. Oito pessoas seguem hospitalizadas, uma delas em UTI. 77 casos seguem em monitoramento domiciliar.

O município iniciou a realização de testes rápidos após a doação de 1.500 kits feita pela mineradora Kinross, o que deve acelerar o processo de diagnósticos da COVID-19 nos próximos dias.

O óbito ocorrido no último domingo (19) é de um paciente com comorbidades que  apresentou sintomas gripais, sendo inserido como caso suspeito para Covid-19. Foi realizada uma coleta de amostra para a Funed, a secretaria aguarda a chegada do resultado.

(mais…)

Saúde em Foco

Ainda não há previsão para o fim das medidas de isolamento social para evitar a propagação do coronavírus em Minas. O cenário foi destacado pelo secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, em entrevista à Rádio Itatiaia, nesta segunda-feira (13). A previsão do governo é de que o pico da doença possa ocorrer entre maio e junho.

“É uma epidemia longa. Nós entendemos que maio e junho serão épocas de maior transmissão. Não dá pra pensarmos em voltar a uma vida normal antes de junho.  Algum grau de isolamento será mantido. Da forma que é hoje vamos ajustando conforme o andamento da epidemia. Temos vários estudos para entender os impactos de cada setor”, destacou Amaral.

O secretário disse ainda que a orientação de isolamento social será analisada semanalmente pelo governo. “Nós estamos focados neste controle de manter o isolamento, independentemente do grau que ele for. Existe as evidências de que  benéfico, então, vamos manter”, completou.

Fonte: Hoje em Dia

Saúde em Foco

Ainda não há previsão para terminar as medidas de isolamento social para evitar a propagação do coronavírus em Minas Gerais. O cenário foi destacado pelo secretário de Estado de Saúde de Minas, Carlos Eduardo Amaral, em entrevista à Rádio Itatiaia, nesta segunda-feira (13). A previsão do governo é de que pico da doença possa ocorrer entre maio e junho.

“É uma epidemia longa. Nós entendemos que maio e junho serão épocas de maior transmissão. Não dá pra pensarmos em voltar a uma vida normal antes de junho.  Algum grau de isolamento será mantido. Da forma que é hoje vamos ajustando conforme o andamento da epidemia. Temos vários estudos para entender os impactos de cada setor o isolamento”, destacou Amaral.

“Nós estamos focados neste controle de manter o isolamento, independentemente do grau que ele for. Existe as evidências de que o isolamento é benéfico, então, vamos manter isso”, completou. Entretanto, o secretário informou que a orientação do isolamento social é analisado semanalmente pelo governo.

Fonte: Hoje em Dia

Saúde em Foco

Novo boletim epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (10) pela Secretaria Municipal de Saúde de Paracatu aponta que a cidade já registrou 198 casos suspeitos da Covid-19. Destes, 115 já concluíram o período de isolamento social de 14 dias, 71 pessoas permanecem em monitoramento domiciliar. Há um caso hospitalizado em UTI e um caso em enfermaria. Até o momento foram coletadas dezoito amostras, nove já foram descartadas por exames. Paracatu possui apenas um caso confirmado e não registrou nenhuma morte pela doença. A cidade segue sob decreto de isolamento social.

Fonte: Secretaria Municipal de Saúde

Saúde em Foco

Em boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (6) pelo Ministério da Saúde, o Brasil registra 12.056 casos confirmados do novo coronavírus (COVID-19) e 553 óbitos provocados pela doença. Nesse domingo (5), eram 11.130 pacientes infectados, ou seja, um acréscimo de 926 casos. O número de mortes no informe anterior era de 486, ou seja, um aumento de 67 óbitos.

São Paulo continua sendo o estado com números mais altos da COVID-19 no país: são 4.866 casos confirmados e 304 mortes. Em seguida aparece o Rio de Janeiro, com 1.461 pacientes infectados e 61 óbitos. Minas Gerais, com 525 casos confirmados, de acordo com o Ministério, teve um salto no número de óbitos pelo coronavírus. De seis, registrados no boletim desse domingo, passou para nove, um aumento de 50%. Há outros 47.715 casos suspeitos e 119 óbitos sendo investigados, segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES-MG).
Fonte: Estado de Minas

Saúde em Foco

Passa de 732 mil o número de infecções pelo novo coronavírus e de 34 mil o número de mortes em todo o mundo, segundo a universidade americana Johns Hopkins até às 8h15 desta segunda-feira (30). Mais de 154 mil se recuperaram da doença.

A Espanha registrou 812 novas mortes por complicações provocada pelo novo coronavírus nas 24 horas e o balanço de mortes supera 7,3 mil no país, informou nesta o Ministério da Saúde local. O número de mortes entre domingo (29) e esta segunda é inferior ao número recorde de 838 registrado no balanço anterior.

E o avanço da doença em território espanhol chegou às autoridades de saúde. São quase 12.300 profissionais da área infectados com o novo coronavírus, ao menos 14% do total de 85,1 mil pessoas contaminadas em todo o país. Fernando Simon, chefe de emergência de saúde, foi diagnosticado com Covid-19 e precisará ficar em isolamento.

Fonte: G1

Saúde em Foco

Saúde em Foco

Saúde em Foco

O número de mortes devido ao coronavírus subiu para 34 em todo o Brasil, enquanto o total de casos confirmados é de 1.891. Os óbitos estão concentrados nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. A atualização é do Ministério da Saúde, que divulgou os dados em sua conta nas redes sociais, na tarde desta segunda-feira (23). No domingo, eram 25 mortes e 1.546 casos confirmados.

De acordo com a pasta federal, o estado de São Paulo é o que apresenta a situação mais crítica, com 745 casos confirmados e 30 mortes. O estado é seguido bem de longe pelo Rio de Janeiro, com 233 casos confirmados e quatro mortes. O terceiro estado mais crítico é o Ceará, com 163 casos confirmados, mas sem mortes. Com o número elevado de registros em São Paulo e Rio, a Região Sudeste é a que tem o quadro com maior risco, com 60% dos casos no país. Em Minas Gerais há 128 casos confirmados, enquanto o Espírito Santo contabiliza 29. O Nordeste apresenta 308 casos confirmados (16,3% dos registros nacionais).
Fonte: Estado de Minas

Saúde em Foco

Inscreva-se no canal da Igreja Presbiteriana Bethesda ( Lago Sul, DF ). Existem mais de 100 sermões disponíveis para você assistir e compartilhar com os amigos.  http://Opção de conteúdo cristão para este final de semana.

Saúde em Foco

Saúde em Foco

Mais de 220 mil foram infectados e mais de 10 mil morreram por causa do novo coronavírus, o Sars-Cov-2, em todo o mundo, de acordo com a universidade americana Johns Hopkins. Nos Estados Unidos, 44 milhões de moradores da Califórnia foram orientados a não deixar suas casas para evitar a propagação do vírus. Essa é a primeira iniciativa desse tipo em território americano. No país inteiro, mais de 14 mil foram infectados, ainda segundo a universidade.

Saúde em Foco

O boletim mais recente, emitido pela secretaria municipal de saúde de Paracatu, noroeste de minas, aponta que a cidade possui quarto casos suspeitos e um provável de coronávirus. Os casos estão em isolamento domiciliar e sob monitoramento da secretaria de saúde. O município aguarda a chegada do Kit específico para realizar a coleta de amostras que serão enviadas para  a Funed em Belo Horizonte para a análise laboratorial, exame que irá confirmar ou descartar as suspeitas. O prazo para este procedimento ainda não foi divulgado. A orientação é para que a comunidade evite aglomerações e adote as medidas preventivas, principalmente, com a higienização das mãos e de superfícies que possam estar contaminadas.

Saúde em Foco

pandemia do COVID-19 inaugura uma forma diferente de doenças de proporções globais com uma superdifusão de informações, tanto das que ajudam quanto as que desinformam. Ainda que menos letal do que antecessoras, como a síndrome respiratória aguda severa (SARS), que tem taxa de mortalidade de 15%, e a gripe A (H1N1), inicialmente conhecida como gripe suína, que leva a óbito uma média de 5% dos infectados, a doença provocada pelo novo coronavírus ecoou com um alerta nunca antes visto pelo mundo.

Só para se ter uma ideia, em 2009, a gripe A matou 100 vezes mais pessoas. Mas os especialistas alertam que não é apenas histeria e que a nova doença é, sim, perigosa, principalmente por ser de contágio fácil e rápido. “A doença afeta mais idosos (acima dos 80 anos, a mortalidade é acima de 15%) e pessoas com problemas imunológicos. Tem poupado jovens e crianças. Contudo, essas faixas etárias estão disseminando rapidamente a doença onde há transmissão local, como na China e na Europa”, afirma o presidente da Sociedade Mineira de Infectologia, Estevão Urbano Silva.

Fonte: Estado de Minas

 

Saúde em Foco

A diretoria colegiada da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovou, na tarde desta quinta-feira (12), em reunião extraordinária, a inclusão do exame de detecção do Coronavírus no rol de procedimentos obrigatórios para beneficiários de planos de saúde. A Resolução Normativa foi encaminhada ao Diário Oficial da União e entra em vigor na data de sua publicação.

O teste será coberto para os beneficiários de planos de saúde com segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência e será feito nos casos em que houver indicação médica, de acordo com o protocolo e as diretrizes definidas pelo Ministério da Saúde.  A ANS orienta que o beneficiário não se dirija a hospitais ou outras unidades de saúde sem antes consultar sua operadora de plano de saúde, para informações sobre o local mais adequado para a realização de exame ou para esclarecimento de dúvidas sobre diagnóstico ou tratamento da doença.
Fonte: ASCOM

Saúde em Foco

Saúde em Foco

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (6) o mais recente balanço sobre o novo coronavírus (Sars-Cov-2) no Brasil.

Os principais dados do boletim apontam:

  • 13 casos confirmados, eram 8 casos no balanço de quinta-feira
  • 4 estados têm casos: SP (10), RJ (1), ES (1) e BA (1); há um caso no DF que aguarda contraprova
  • 768 casos suspeitos, eram 635 no boletim anterior
  • 480 casos foram descartados desde o início do monitoramento

O aumento do número de casos entre quinta e sexta-feira está concentrado em São Paulo. No boletim anterior, o estado tinha seis casos. Entre eles, quatro classificados como importados e outros dois como transmissão local. (Bem Estar)

Saúde em Foco

Saúde em Foco

Confirmado o quarto caso do novo coronavírus no Brasil. A afirmação é do secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira. Mais cedo, o ministério havia mantido a contagem de tres casos no país, uma vez que o quarto teste deu positivo, mas a paciente não apresentava sintomas de Covid-19.b A infectada é uma garota de 13 anos que esteve na Itália.

A confirmação veio após uma reunião de representantes do Ministério da Saúde com especialistas em saúde pública em hotel de Brasília ao fim desta manhã, pouco depois da divulgação nota que descartava a presença do Covid-9. A reavaliação ocorreu com base em quatro critéios: o fato de o exame ter dado positivo para o vírus, o histórico de viagem da adolescente a uma área de risco, uso de medicamentos que podem ter escondido sintomas como febre, além a possibilidade de que a garota ainda tenha sintomas. A OMS define considera como “caso confirmado” pessoas com teste laboratorial positivo para covid-19, independentemente dos sinais clínicos apresentados.

Fonte: Estado de Minas

Saúde em Foco

Os ministros das Finanças e presidentes dos bancos centrais do G7 disseram nesta terça-feira que usarão todas as ferramentas econômicas apropriadas para alcançar um crescimento forte e sustentável e se proteger contra os riscos negativos do coronavírus em rápida expansão.

Em comunicado conjunto, eles disseram que os ministros das Finanças do G7 estão prontos para tomar medidas, incluindo medidas fiscais quando apropriado, para ajudar na resposta ao vírus. Eles disseram que os bancos centrais continuarão cumprindo seu mandato e apoiando a estabilidade de preços e o crescimento econômico.

Fonte: Reuters

Saúde em Foco

Se os efeitos do novo coronavírus (COVID-19) ainda são um mistério no país, a dengue, velha conhecida dos brasileiros, mostra sua força. Há mais notificações da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti no Brasil do que confirmações de casos do coronavírus no mundo. Para complicar, o microorganismo de DNA chinês, que desembarcou oficialmente em território nacional, chega exatamente no período reconhecido como o de maior contágio da dengue. Frente à ameaça das duas epidemias, infectologistas alertam sobre possível sobrecarga no sistema de saúde. (Estado de Minas)

Saúde em Foco

Deu entrada no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU), no Triângulo Mineiro, um paciente com sintomas do novo coronavírus. De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a pessoa com os sinais está isolada no HC-UFU, que não deu detalhes sobre o perfil do cidadão. Com mais esse caso suspeito, equipes médicas de Minas Gerais investigam pelo menos sete casos suspeitos de Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Oficialmente, notificados à Secretaria de Estado de Saúde (SES), no entanto, são dois quadros clínicos, ambos de Belo Horizonte.

Contudo, Montes Claros, no Norte de Minas, e Varginha, no Sul do estado, também investigam casos, conforme apurado pelo Estado de Minas. Na primeira cidade, trata-se de um estudante de medicina que estava em São Paulo. Já no segundo município, as três pessoas são da mesma família e também retornaram da Itália com sintomas da doença. Elas estão internadas no Hospital Samuel Libânio, em Pouso Alegre.

Fonte: Estaminas

Saúde em Foco

O grupo de 58 brasileiros repatriados da China que estavam há 14 dias em quarentena na base aérea de Anápolis (GO) foram liberados neste domingo, depois da terceira testagem para coronavírus ter resultados negativos. De acordo com o Ministério da Defesa, o grupo – formado por 34 pessoas trazidas da China e 24 servidores que participaram da operação de resgate – deixou a base no final da manhã em duas aeronaves da Força Aérea Brasileira. Uma delas, com direção ao sul do país, fará paradas em Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Florianópolis A outra, irá a Brasília, de onde uma pessoa seguirá em voo comercial para o Maranhão e outra, para o Rio Grande do Norte.

A previsão era de que os repatriados e a equipe de apoio ficasse em quarentena por 18 dias. No entanto, o Ministério da Saúde considerou que era possível a liberação depois do terceiro exame negativo, já que o protocolo internacional de quarentena para doenças virais é de 14 dias. O Brasil não tem nenhum registro de casos de coronavírus até agora e apenas uma suspeita, no Rio de Janeiro, está sendo investigada. Outros 51 casos foram investigados e descartados.

Fonte: Reuters

Saúde em Foco

Autoridades se esforçavam nesta segunda-feira para rastrear centenas de passageiros de navios de cruzeiro ap redor do mundo, depois de uma norte-americana que estava a bordo de uma dessas embarcações testar positivo para o coronavírus, enfatizando os temores de uma disseminação global.

Na China continental, autoridades disseram que o número de casos do novo coronavírus subiu em 2.048, para 70.548, com 1.770 mortes. Fora da China, mais de 500 infecções foram confirmadas, a maioria em pessoas que viajaram de cidades chinesas, com cinco mortes —em Japão, Filipinas, Hong Kong, Taiwan e França. Japão e Cingapura pareciam estar à beira da recessão ao passo que a epidemia afetava o turismo e cadeias de suprimento ao redor do mundo, enquanto a China impunha mais medidas restritivas para tentar impedir que o surto se espalhe.

Fonte: Reuters

Saúde em Foco